25 de ago de 2012

Explosão na maior refinaria da Venezuela: 26 mortos

VENEZUELA
Explosão na maior refinaria da Venezuela, 26 mortos
Acidente na maior refinaria da Venezuela, durante a madrugada, deixou ao menos 26 pessoas mortas e mais de 86 feridas. A usina faz parte do Centro de Refino de Paraguaná, o principal do país e um dos maiores do mundo, com capacidade para produzir 955 mil barris de petróleo por dia.

Fotos: EFE/El Universal


Postado por Toinho de Passira
Fontes: O Globo, El Nacional, El Universal, El Mundo, 2001, Reuters

Uma explosão de gás na maior refinaria de petróleo da Venezuela na madrugada deste sábado matou ao menos 26 pessoas, feriu mais de 86, com queimaduras de diversos graus, e paralisou as operações da unidade no pior acidente industrial em um país-membro da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) da história recente.

A televisão estatal venezuelana mostrou imagens de chamas e nuvens de fumaça vindas da refinaria à medida que o dia amanhecia. Autoridades disseram que uma criança de 10 anos estava entre os mortos.

A explosão, causada por um vazamento de gás, ocorreu após diversos acidentes menores e paralisações não planejadas que afligiram a companhia estatal PDVSA na última década, levantando críticas daqueles que acusam o governo do presidente Hugo Chávez de mal administrador.

Foto: EFE/El Universal

Os feridos foram encaminhados aos hospitais locais. O sindicato diz que a explosão foi causada por falta de manutenção

O secretaria geral da “Federación Unitaria de Trabajadores Petroleros”, José Bodas, falando a Globovisión, disse que seguramente o acidente foi motivado por falta de manutenção.

Ressaltou que a empresa petrolífera venezuelana (PSDV) não respeita as normas e procedimentos mínimos de segurança, no afã do aumento da produção, “sem levar em conta a vida e a saúde dos trabalhadores,”

O ministro venezuelano de Energia, Rafael Ramirez, disse esperar que as operações na refinaria de Amuay --com capacidade de 645 mil barris por dia e uma das maiores do mundo-- sejam retomadas em dois dias. Ele disse que o fogo atingiu nove tanques de armazenagem, contendo principalmente petróleo e alguns combustíveis processados.

Localizada em uma península com vista para o Mar do Caribe, a oeste da Venezuela, Amuay é parte do Centro de Refino de Paraguana, segundo maior complexo de refinaria do mundo, com capacidade total de processar 955 mil barris de petróleo diariamente.

Foto: Reuters

Quando clareou o dia, pode-se ver o tamanho da destruição

A refinaria de Amuay sozinha responde por metade da produção doméstica de combustíveis refinados da Venezuela, de cerca de 1,3 milhão de barris diários.

Ramirez disse a jornalistas que a equipe de Bombeiros da PDVSA conseguiu controlar o fogo, e encontram-se agora na fase de resfriamento, e que a companhia não sofreria de escassez de produtos.

Entre os mortos estão 12 integrantes da Guarda Nacional

Foto: Reporte Confidencial

Casa e estabelecimentos foram atingidos e destruídos pela explosão

A onda da explosão causou danos em residência e estabelecimentos comerciais nas cercanias da refinaria. Os habitantes da região circunvizinhas abandonaram suas residências, numa evacuação voluntaria, ante o forte cheiro de gás.

Por medida de segurança foram suspensos os voos comerciais no estado de Falcón, onde se localiza a refinaria.

O presidente Hugo Chávez decretou três dias de luto em homenagem as vítimas.

Foto: Reuters

Um enorme nuvem de fumaça se eleva aos céus da Veenezuela, provocada pela explosão e incêndio da refinaria


Nenhum comentário: