7 de ago de 2013

PSDB: decisão e enigma

BRASIL – Eleição 2014
PSDB: decisão e enigma
”As declarações dos tucanos têm sido cada vez mais contundentes sobre a definição em torno do nome de Aécio que, aliás, já cumpre o roteiro de pré-candidato. Mas, no fundo, no fundo, fica sempre a dúvida sobre qual a surpresa Serra ainda poderá apresentar...”

Foto: André Dusek/AE

Aécio para decolar precisa livra-se da sombra de José Serra

Postado por Toinho de Passira
Texto de Blog da Crisitiana Lôbo
Fonte: Crisitiana Lobo

A reunião com os presidentes de diretórios estaduais foi convocada a pretexto de discutir a montagem dos palanques estaduais, mas o objetivo final era outro. Neste momento em que José Serra se movimenta e dá indicações de que quer tentar pela terceira vez ser presidente da República, o PSDB pretendeu dar um sinal claro de que a decisão está tomada e que o candidato em 2014 será o mineiro Aécio Neves.

E assim, a reunião foi conduzida para que atingir o objetivo. Os representantes do 27 Estados estavam em Brasília na sede do partido e depois que a reunião já havia começado, Aécio chegou. Foi aplaudido e marcou um almoço com os correligionários.

- O partido tem decisão tomada – disse o senador Cássio Cunha Lima ao final da reunião.

Ele contou que os presidentes do PSDB nos Estados aplaudiram a presença de Aécio e pediram que ele percorra os Estados. O passo seguinte, agora, disse Cássio, é o de preparar o discurso do partido para a campanha do ano que vem. Porque o candidato o partido já escolheu. E foi mais longe.

- O Serra sempre teve tudo o que precisou do partido. O PSDB sempre esteve com ele. Chegou a hora de ele retribuir isso – afirmou, numa cobrança clara de uma declaração de Serra em favor da candidatura de Aécio.

As declarações dos tucanos têm sido cada vez mais contundentes sobre a definição em torno do nome de Aécio que, aliás, já cumpre o roteiro de pré-candidato. Mas, no fundo, no fundo, fica sempre a dúvida sobre qual a surpresa Serra ainda poderá apresentar: trocar de partido para ter uma legenda para disputar a eleição; ou cobrar realização de prévias dentro do PSDB para por em dúvida a definição em torno do nome de Aécio?

A primeira opção tem prazo para ser respondida: 4 de outubro, um ano antes da eleição é o prazo final para a mudança de partido. Mas a segunda, vai demorar mais. Serra pode fazer essa pressão até junho do ano que vem.

Nenhum comentário: