9 de ago de 2013

97% do PSB de SP é favorável à candidatura de Eduardo Campos. Já os eleitores?

BRASIL – Eleição 2014
97% do PSB de SP é favorável à candidatura de Eduardo Campos. Já os eleitores?
O governador de Pernambuco, faz sucesso no partido, no estado onde governa, e até no nordeste, mas está ainda muito longe de ter uma clara esperança de sucesso na aventura eleiotoral como candidato a presidência da república em 2014. Faltam eleitores.

Foto: Aluisio Moreira/SEI

Postado por Toinho de Passira
Fonte: Blog do Jamildo, Estadão, O Estado de S. Paulo, Exame

A ampla maioria (97%) do diretório estadual do PSB em São Paulo é a favor da candidatura do presidente nacional na legenda, governador Eduardo Campos (PE), à Presidência da República.

O diretório estadual realizou nesta sexta-feira a apuração dos votos dos 500 diretórios municipais para apurar a questão. Além disso, os membros estaduais do partido também opinaram sobre à saída da base do governo da presidente Dilma Rousseff. "Os mesmos 97% defendem a saída do governo Dilma em setembro", disse o presidente estadual, Márcio França.

Segundo França, a recomendação é que os outros Estados façam consultas semelhantes. "Nós convidamos o Eduardo para um evento no final deste mês para entregarmos esse documento que mostra o amplo apoio à sua candidatura", disse, ressaltando que o partido de SP representa 31% dos delegados na Convenção Nacional. "É um peso importante."

Como presidente estadual, França afirmou que sua posição também é favorável às duas questões abordadas. "Eu tenho a impressão de que o partido evoluiu, hoje temos seis governadores", frisou, destacando que apesar de a presidente Dilma Rousseff ser "decente e digna", "ela já mostrou que não tem paciência para governar no primeiro mandato". "Imagina no segundo (mandato)", disse.

França afirmou que o País precisa voltar os seus olhos para uma novidade. "É isso que estamos captando nas ruas", disse. "Hoje eles veem a Marina (Silva) ainda como novidade, mas vão acabar percebendo que o Eduardo é a novidade, que tem uma gestão bem avaliada e vai ter paciência para governar o País."

Segundo o presidente estadual, o partido evoluiu e pode ter um candidato próprio à Presidência. "O tempo vai dizer se estamos certos ou não", comentou.

CADÊ OS ELEITORES?

Eduardo Campos surfa com os últimos números da pesquisa CNI/Ibope, onde recebeu a melhor avaliação entre os governantes de 11 Estados, 58% de aprovação de seu governo.

Registre-se porém, que apesar de o índice de avaliação do governador ter sido o mais alto da pesquisa — superando em 17% o segundo melhor avaliado, Beto Richa (PSDB), do Paraná —, Eduardo Campos não vive o seu momento de maior popularidade no estado de Pernambuco. Na pesquisa do Datafolha divulgada em novembro de 2010, ele contava com 80% de aprovação. Mesmo sendo pesquisas de diferentes institutos, pode se verificar uma variação grande diante dos atuais 58%.

Por outro lado, o governador de Pernambuco, ainda não conseguiu números alentadores nas pesquisas nacionais. Mantem-se estabilizado em torno dos 5%, atrás de Aécio Neves, Marina Silva, e distante anos luz de Dilma Rousseff. Precisa ser conhecido nacionalmente, aparecer como uma novidade eleitoral, vencer as resistências e desconfianças regionais e conseguir aliados com espaço no horário eleitoral gratuito.

Por enquanto ele é apenas um sumidouro de eleitores de Dilma, no nordeste, um obstáculo a mais para ela se consagrar vencedora num primeiro turno.

No momento, Eduardo Campos é um azarão animado, mas com pouquíssimas chances de sucesso, simplesmente por falta de eleitores dispostos a votar nele.

Nenhum comentário: