16 de nov de 2011

Ministro Pedro Novais subiu no telhado, outra vez

14/09/2011

BRASIL – CORRUPÇÃO .
Ministro Pedro Novais subiu no telhado, outra vez
Não vai dá mais para segurar: com mais duas novíssimas denuncias no curriculum: de ter usado dinheiro público para bancar salário da governanta e da sua mulher usar irregularmente um funcionário da Câmara dos Deputados como motorista particular, o Ministro do Turismo, Pedro Novais, mesmo apadrinhado de Sarney, será, nas próximas 48 horas, o quinto ministro a cair nos nove meses do governo Dilma

Foto: José Cruz/ABr

Por que será que Sarney apadrinhou esse minúsculo velhinho sátiro, despreparado, apagado e cheio de rabos presos, transformando-o em Ministro do Turismo?

Postado por Toinho de Passira
Fontes: Veja -Abril, Folha de São Paulo, Folha de São Paulo

Mais que maduro o Ministro do Turismo, Pedro Novais (PMDB), 81 anos, está podre e cheirando mal, prestes a se estatelar para fora do governo Dilma. Depois de derrubar quatro ministros em tempo recorde, a presidenta Dilma fez uma pausa técnica pressionada pelos aliados pemedebistas, capitaneados pelo vice Michel Temer, Renan Calheiros e pelo mafioso mor, José Sarney. Foi assim que Pedro Novais tem escapado da degola, apesar das acusações escabrosas que o perseguem mesmo antes de assumir o Ministério.

As mais novas notícias sobre seus “mau feitos” de acordo com reportagens publicadas na Folha de São Paulo, nos últimos dias, dão conta que o ministro usou dinheiro público para pagar o salário da governanta de seu apartamento em Brasília, Doralice Bento de Sousa, de 49 anos, durante sete anos, entre 2003 a 2010, quando Novais era deputado federal pelo PMDB do Maranhão.

Apesar de ter sido nomeada como secretária parlamentar na Câmara, Doralice quase nunca esteve no gabinete do deputado nem no escritório político em seu estado de origem, como determinam as regras para o pagamento de assessores. Ela fazia tarefas domésticas no apartamento de Novais e acompanhava a família dele ao Rio de Janeiro e ao Maranhã, onde o ministro tem apartamentos.

Em janeiro, quando Novais licenciou-se do mandato para assumir o Ministério do Turismo, Doralice Bento de Sousa foi demitida. Mas surpreendentemente, a desde maio, a ex-secretária parlamentar de Novais, foi contratada por "uma empresa terceirizada que presta serviços ao Ministério do Turismo".

Foto: Album UOL

FLAGRANTE - Dona Maria Helena de Melo, mulher do Ministro Pedro Novais, usando o servidor da Câmara Adão dos Santos Pereira, como motorista particular. Veja mais imagens

Hoje a Folha estampa outra denúncia: a mulher do ministro do Turismo, Pedro Novais, Maria Helena de Melo, 65, que é funcionária pública aposentada e não trabalha no Congresso, usa irregularmente um funcionário da Câmara dos Deputados como motorista particular.

O servidor fica dia e noite à sua disposição. A Folha flagrou o motorista nas últimas duas semanas fazendo compras para Novais em supermercados, buscando comida em restaurantes e levando Maria Helena para visitar lojas de Brasília.

O servidor chama-se Adão dos Santos Pereira. Foi contratado em julho como secretário no gabinete do deputado Francisco Escórcio (PMDB-MA), mas nunca deu expediente ali. Outros funcionários do gabinete disseram à Folha que nunca tinham ouvido falar no nome dele.

De acordo com o regulamento do Congresso, funcionários contratados pelos gabinetes parlamentares devem servir aos congressistas em atividades ligadas ao exercício de seus mandatos.

Funcionários do Executivo, como o ministro, são proibidos por decreto de usar servidores públicos para serviços particulares. O cargo de ministro assegura a Novais o direito a um carro oficial e um motorista particular.

O carro que ele dirigia, um Vectra, está registrado em nome da Dalcar Service Ltda., uma empresa do Maranhão que, de abril de 2009 a dezembro de 2010, recebeu R$ 159 mil do gabinete do então deputado Novais. Segundo a Câmara, os pagamentos mensais teriam como finalidade a "locação de veículo automotor".

Pedro Novais e seu ministério ganharam destaque a partir de dezembro, quando o jornal O Estado de São Paulo revelou que ele usou verba para pagar uma festa em uma festinha sexual num motel no Maranhão. Novais, nem havia assumido o ministério, mais já estava indicado e confirmado, apadrinhado pelo seu protetor o Senador José Sarney. Devolveu o dinheiro, disse que foi um engano, e a coisa ficou por isso mesmo. Em agosto, a Polícia Federal (PF) deflagrou a Operação Voucher e fez uma verdadeira devassa na pasta, desmontando um esquema de fraudes em convênios do Turismo com ONGs. Muitos dos auxiliares diretos de Pedro Novais, no Ministérios foram presos, indiciados pela Polícia Federal e denunciados pelo Ministério Público.

Mas Pedro Novais foi poupado com o argumento que nada sabia, e a blindagem oferecida pelos caciques do PMD|B, desde o vice Michel Temer, aos cangaceiro Renan Calheiros, mas principalmente, da parte do mafioso supremo José Sarney.

Dilma já deixou vazar para a imprensa que não ficou satisfeita em saber os mau feitos sucessivos de Pedro Novais, é o sinal final que a sua cabeça vai rolar. Não fiquemos porém animados, por certo Sarney já tem no bolso do colete, um nome com o mesmo perfil de Novaes para indicar.


Nenhum comentário: