16 de nov de 2011

EUA: Letterman ameaçado por simpatizante da Al Qaeda

09/09/2011

ESTADOS UNIDOS
Letterman ameaçado por simpatizante da Al Qaeda
Um extremista fez ameaça de morte, num fórum extremista na internet, contra o mais famoso apresentador americano, David Letterman. O jihadista sugere que alguém deve cortar a língua de Letterman supostamente por ele ter feito piadas sobre Bin Laden e outro membro da Al Qaeda, recentemente mortos.

Foto: Reuters

O apresentador brincando com a própria ameaça de morte

Postado por Toinho de Passira
Fontes:Ultimo Segundo, Reuters, Televisão Uol, Daily Mail, The New York Times,

Mesmo uma ameaça de morte de extremista mulçumano, uma fatwa, pode ser assunto para piadas quando se é David Letterman. De volta das férias de duas semanas e fazendo sua primeira aparição na TV desde que uma ameaça à sua vida foi publicada em um site jihadista, o apresentador americano "Late Show" provou risos na plateia ao comentar o assunto.

Letterman começou agradecendo a plateia presente em seu estúdio. "Esta noite", ele disse, "vocês são mais do que uma plateia, sinceramente. Vocês são como um escudo humano".

Depois, desculpou-se por demorar a começar o programa. "Estávamos, lá atrás, lendo a apólice de seguro de vida da CBS para ver se tem cobertura contra jihads".

Na verdade a situação de Letterman não parece ser motivo de risada. Na semana passada, um colaborador frequente de um site jihadista publicou uma ameaça contra ele, pedindo para os seguidores muçulmanos "cortarem a língua" do apresentador por conta de uma piada e gesticulações feitas sobre líderes do Al Qaeda em um programa em junho.

"Um cara, um extremista radical ameaçou cortar fora a minha língua", disse Letterman na tradicional abertura do programa que é transmitido há mais de 30 anos pela TV americana.

Então, referindo-se a sua desastrosa apresentação do Oscar em 1995, ele disse: "gostaria de ganhar uma moeda para cada vez que alguém faz essa ameaça. Acho que a primeira vez foi durante o Oscar".

"E agora", continuou, "autoridades estão dando uma olhada nisso". Mas eles poderiam poupar seu tempo, e sugeriu: "todo mundo sabe que foi o [Jay] Leno" (o seu rival no horário).

Durante o programa, Letterman colocou a situação na sua lista Top 10: "As 10 coisas que passaram por minha cabeça após ouvir a ameaça".

Entre elas: - "Por que a equipe está com o humor tão bom?"

- "Alguns recebem indicações ao Emmy. Outros recebem ameaças de morte".

A piada que pode ter ajudado a emissão do fatwa foi uma das várias sátiras que Letterman fez no dia 8 de junho, apenas poucos dias após a morte do líder da Al Qaeda, tido como substituto de Osama Bin Laden, Ilyas Kashmiri, que foi morto em um ataque aéreo feito pelos Estados Unidos no Paquistão.

O colaborador do site extremista, que se identificou como Umar Al-Basrawi, disse na mensagem que Letterman havia falado de forma desrespeitosa tanto de Bin Laden quanto de Kashmiri e afirmou que o apresentador, ao falar da morte de Kashmiri, "havia colocado sua mão em seu pescoço para demonstrar como havia sido a morte".

"Será que não há entre vocês um Sayyid Nosair Al-Mairi para cortar a língua desde judeu inferior e calá-lo para sempre?", escreveu Al-Basrawi, referindo-se a El Sayyid Nosair, que foi condenado por ter matado, em 1990, o fundador da Liga da Defesa Judaica Meir Kahane. Um detalhe Letterman não é judeu.

Al-Basrawi, que provavelmente é um pseudônimo, já publicou aproximadamente 1,200 mensagens no site muçulmano, disse Adam Raisman, um analista do Site Monitoring Service. A empresa privada, parte do grupo Site Intelligence, que disponibiliza informações ao governo e a clientes comerciais sobre o que jihadistas estão dizendo na internet e na mídia tradicional. Raisman afirmou que o fórum online é frequentemente usado pela Al Qaeda.

O FBI disse, na semana passada, que está analisando a ameaça com seriedade. Enquanto Letterman e seus redatores preparavam as piadas na noite, policiais com cachorro procurava por bombas do lado de fora, em torno do teatro Ed Sullivan, em Manhattan, onde o programa é realizado. Enquanto isso, o público parecia tranquilo ao se aglomerar na calçada para ver Letterman pela primeira vez desde a ameaça de morte. Alguns nem sabiam que a vida do apresentador havia sido ameaçada.

Em dado momento Letterman fingindo um certo temor, disse que várias piadas do programa são realmente de sua autoria, outras não, mas quando elas fazem sucesso ele geralmente assume a paternidade. No caso, segundo ele, a piada não foi de sua autoria e apontou o nome de um dos redatores do programa como sendo o responsável pelo texto que provou a ira do extremista. As câmeras mostraram um dos redatores do programa, com peruca e bigodes postiços arrumando as gavetas como alguém que está fugindo.

Para completar o perigoso deboche, o ator, Ashton Kutcher, que assumiu o lugar de Charles Sheen, no seriado “Two and Half Man” o primeiro entrevistado do chegou ao palco usando um capacete e um colete à prova de bala com a frase "não sou Dave" colada ao peito.

Foto: Divulgação

Bem ao estilo do programa de David Letterman, Ashton Kutcher apareceu vestindo um colete a prova de balas para a entrevista


Nenhum comentário: