15 de nov de 2011

BRASIL: DIRCEU, O PODEROSO CHEFÃO - II

31/08/2011

BRASIL
DIRCEU, O PODEROSO CHEFÃO - II

Foto: Dida Sampaio/Agência Estado/AE

Encontro de interesses

O sucesso do "consultor" José Dirceu está associado aos conhecimentos, amizades e ao raio de poder e influencia que ele ainda tem em todos os escalões do governo, fundos de pensão e empresas estatais. Mas seus movimentos estão sempre cercados de muito mistério.

O lado público

CONGRESSO
PT - Depois de Lula, Dirceu é o principal expoente da maior corrente do partido, a Construindo um Novo Brasil (CNB). O ex-ministro tem ascendência sobre pesos-pesados do partido, que seguem cegamente suas orientações

PMDB - O ex-ministro foi o responsável pela aliança com o PMDB durante o governo Lula. Até hoje é o interlocutor preferido de figuras como José Sarney e Renan Calheiros, os manda chuvas do partido

JUDICIÁRIO No governo Lula, Dirceu dividia com o então titular da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, a missão de escolher as indicações para as cortes superiores. E amigo dos ministros do Supremo Tribunal Federal Dias Toffoli e Ayres Britto

ADMINISTRAÇÃO

Petrobras
- Dirceu atua com desenvoltura nos bastidores da empresa, carro-chefe dos investimentos públicos no país. Na operação, conta com os préstimos do aliado Renato de Souza Duque, diretor de Serviços da Petrobras, e do diretor de Abastecimento, Paulo Roberto Costa.

Bancos públicos e fundos de pensão - No governo Lula, essas duas áreas foram entregues ao PT-Sp, que perdeu prestígio com a posse de Dilma Rousseff na Presidência, mas ainda preserva muitos cargos, principalmente de segundo e terceiro escalões

Petróleo e gás - O "consultor" presta serviços a empresas interessadas em ampliar seus negócios no setor. No rol de clientes do ex-ministro consta, entre outros, o empresário Eike Batista, um dos homens mais ricos do mundo

Telefonia - Dirceu defendeu interesses bilionários de grandes empresas de telefonia, como a Embratel a Claro, a Oi e a Portugal Telecom negócios que dependiam de decisões governamentais e do aval de fundos de pensão de estatais

Construção - Uma das empreiteiras com crescimento mais vertiginoso na área da construção de rodovias, a Delta Engenharia tinha a empresa do ex-ministro na folha de pagamento no fim do governo Lula

Bancos - Dirceu também teve como cliente o bilionário mexicano Ricardo Salinas, dono do Banco Azteca, que precisava de uma autorização do Banco Central para funcionar no Brasil.
O gabinete secreto do conspirador

Imagens da câmara espiã da Revista Veja, no corredor do Hotel onde Dirceu mantem o seu gabinete secreto, em Brasília.

Fotos: Reprodução/Veja

7/6/2011 - 12:41:04 | José Dirceu o “chefe da quadrilha do mensalão”: Enquanto Dilma enfrentava sua maior crise, ele se reunia com integrantes do primeiro escalão do governo (Reprodução/Veja)


8/6/2011 - 8:58:12 - Duração: 28 minutos | Ministro Fernando Pimentel, PT: Adversário de Dirceu na campanha de Dilma, o ministro informou, por meio de sua assessoria, que conversa esporadicamente com ele sobre cenários políticos e econômicos


7/6/2011 - 15:52:47 - Duração: 54 minutos | Senadores Walter Pinheiro, Delcídio Amaral e Lindbergh Farias, PT: Os três senadores petistas se submetem a ordens de um cidadão com direitos cassados


6/6/2011 - 15:33:34 - Duração: 30 minutos | José Sergio Gabrielli, presidente da Petrobrás: “Sou amigo dele há muito tempo, e não tenho que comentar isso (a reunião no hotel) com ninguém”


8/6/2011 - 13:16:13 - Duração: 24 minutos | Senador Eduardo Braga, PMDB: “Queria saber como o PT se posicionaria sobre o Código Florestal. Ninguém pode negar que a máquina partidária petista foi arquitetada e construída pelo Dirceu”


07/6/2011 - 20:22:42 - Duração: 25 minutos | Deputado Devanir Ribeiro, PT: “Faz muito tempo que eu não vejo o Zé Dirceu. Nem lembro quando foi a última vez”


8/6/2011 - 11:07:54 - Duração: 25 minutos | Deputado Cândido VacCarezza, PT: “Converso com o Dirceu com regularidade. Como o caso Palocci era palpitante, é possível que tenha sido abordado, mas não foi o tema central”


08/6/2011 - 11:25:47 - Duração: 34 minutos | Deputado Eduardo Gomes, PSDB: “Eu já me encontrei com ele num hotel, em espaços públicos. Não me lembro de ter ido a um quarto dele”


08/6/2011 - 16:52:40 - Duração: 41 minutos | Ex-senador Eduardo Siqueira Campos, PSDB: “Somos muito amigos. Já estive com ele várias vezes. O que nos une é o acordo que temos com o PT em Tocantins. Sacola? Não me recordo de ter levado nenhum presente para ele”


08/6/2011 - 16:52:40 - Duração: 41 minutos | Ex-senador Eduardo Siqueira Campos, PSDB: “Somos muito amigos. Já estive com ele várias vezes. O que nos une é o acordo que temos com o PT em Tocantins. Sacola? Não me recordo de ter levado nenhum presente para ele”


Nenhum comentário: