3 de set de 2012

Peixe azarado, jacaré sortudo

ESTADOS UNIDOS – Natureza
Peixe azarado, jacaré sortudo
No patano de Tampa na Florida, a fotografa Marina Scarr, especialista em fotos da natureza selvagem fez um flagrante inusitando para os olhos humanos, mas muito comum na natureza abundante da região alagada dos Estados Unidos

Foto: Marina Scarr/ National Geographic

No fast food selvagem do pântano da Florida, o peixe espada pulou diretamente na boca do jacaré

Postado por Toinho de Passira
Fontes: Aqua Oline, Daily Mail, National Geographic, Portal de Marina Scarr

Em se tratando de fast food no mundo animal, ninguém foi servido tão rápido e de forma tão comoda, quanto esse jacaré no Rio Myakka, em Tampa, no estado da Flórida, nos Estados Unidos.

Enquanto era certamente um momento de sorte para o predador era o último e mais azarado instante, para o peixes gar da Flórida, que distraído pulou direto ma mandíbulas escancarada do jacaré.

O momento incrível foi flagrada pela fotógrafa, especialisada em imagens da vida selvagem Marina, Scarr, numa lagoa em Tampa, durante uma onda de calor do verão.

Fotos: Marina Scarr/ National Geographic



O jacaré arruma o jantar na boca, antes de engoli-lo. Especialistas dizem que esse episódio, raramente flagrado por fotógrafos, é bastante comum na natureza.

O Crocodylus acutus, a espécie da foto, que pode chegar a 6 metros de comprimento e pesar 800 quilos, como tantos outros répteis, costuma ficar assim, com a boca aberta, numa imobilidade absoluta, por horas, a espera de que algum alimento incauto, o confunda com um tronco, ou não o perceba, e circule ao seu redor, ou caia diretamente na sua boca, como fez o peixe espada da foto.

Fotos: Marina Scarr/ National Geographic

Glup ! Um delicioso peixe espada à natura.

Com a barriga cheia, nada como fazer uma sesta

O peixe jantar, é da família Lepisoteidae, da provavelmente da espécie Atractosteus, também chamados de Peixe Agulha e curiosamente também conhecido como "Boca de Jacaré" ou Gar, são geralmente encontrados na América Central e do Norte, são peixes primitivos e predadores.

Marina Scarr a fotógrafa, tão sortuda, quanto o jacaré
Os Gars são parecidos com jacaré, por sua bocarra e seu tamanho, é tido como o segundo maior peixe de água doce do mundo, perde somente para o Pirarucu: pode chegar até tres metro de comprimento.

Os Gars são peixes pré-historicosm,tem origem no período Mesozoico, há mais de duzentos milhões de anos. Formidável lutador, quando capturado, dá saltos enormes fora de água para tentar escapar.

Essa espécie de peixe espada, gosta de viver perigosamente: tem o mau hábito de flutuar na superfície o que quase o levou à extinçao, visto que foi caçado durante muitos anos com arco e flecha, não só pelos indios como mais tarde pelos colonos americanos.

A fotografa Marina Scarr, autora da sequencia de fotos, falando ao Daily Mail, disse que é fotografa a natureza há muitos anos, mas sua especialidade é com pássaros, mas ao ser informada, por um amigo da incidência de jacarés no Rio Myakka, naquela época do ano, resolveu registrar o evento.

Conta que para obter essa e outras fotos do movimento dos animais, ficou de tocaia oito horas por dia, durante três dias, esperando que alguma ação acontecesse.

"Naquele dia, contei cerca de 76 jacarés neste ponto particular, onde o rio tinha ficado muito raso por causa da seca", os peixes mal podia se mover sem esbarrar com um réptil.

Scarr comentou que nunca havia fotografado um flagrante tão espetacular. Para fazer uma foto como essa, ela comentou, que teve que ficar perigosamente muito perto dos predadores.

"Eu não estava preocupado se ia ser comida, mas em determinado momento tive que saltar e fugir, para não virar presa dos jacarés". – comentou.

O risco era o jacaré comer também a câmera e a foto se perder.

Veja a impressionante foto em alta resolução

Nenhum comentário: