16 de set de 2012

Alex, jogador brasileiro, ganha estátua na Turquia

BRASIL – TURQUIA
Alex, jogador brasileiro, ganha estátua na Turquia
O meia Alex, do Palmeira e do Cruzeiro, há oito anos no futebol turco, defendendo o Fenerbahçe, foi homenageado pela torcida, como uma dos maiores ídolos de todos os tempos

Foto: Divulgação Fenrbahçe

Alex em frente a sua estátua, no estádio do Fenerbahçe, na Turquia

Postado por Toinho de Passira
Fontes: Folha de S. Paulo, Wikipedia, Gazeta Futbol, Sofoot

Em homenagem a Alex, na presença de milhares de torcedores turcos, do Fenerbahçe, a atual equipe do brasileiro, foi inaugurada uma estátua de tamanho natural do jogador.

O curitibano, Alex, que já foi ídolo do Palmeiras e do Cruzeiro, agora é, da torcida do Fenerbahçe, da Turquia, - - clube pelo qual, o meia, atua há oito anos—recebeu emocionado a homenagem, em comemoração ao seu aniversário de 35 anos, ocorrido no dia 14, na sexta-feira.

Alex se emociona durante seu discurso
A escultura reproduz a comemoração de um gol do brasileiro e fica ao lado da estátua de Lefter'in Kusdili Park --jogador considerado um dos maiores do clube--, numa praça em frente ao centenário estádio do Fenerbahçe Spor Kulübü, em Istambul.

Emocionado, Alex não conseguiu conter as lágrimas enquanto fazia seu discurso de agradecimento, durante uma transmissão ao vivo da TV turca.

O brasileiro é o segundo maior artilheiro do Fenerbahçe. Desde que chegou ao clube, Alex conquistou, junto com a equipe, seis títulos nacionais e marcou 136 gols em 242 partidas pelo clube.

Alex, ou Alexsandro de Souza, iniciou sua carreira nas categorias de base do Coritiba, clube pelo qual tornou-se jogador profissional em 1995 e onde ficou até o início de 1997, disputando 124 partidas e marcando 28 gols neste período.

No início de 1997, transferiu-se para o Palmeiras, onde jogou até 2000. No Palmeiras, Alex obteve grande destaque, conquistando a Copa Mercosul e a Copa do Brasil em 1998, a Libertadores da América em 1999, e o Torneio Rio-São Paulo de 2000. Alex disputou 141 jogos e marcou 78 gols.

HOMENAGEM ANTERIOR - Essa é a placa no Mineirão em homenagem ao gol de Alex contra o São Caetano em 30 de março de 2003
Em 2000, na metade do ano, teve uma rápida passagem pelo Flamengo, jogando 12 partidas e marcando 3 gols.

Em 2001, retornou ao Palmeiras, disputando a Copa Libertadores da América, em que o Palmeiras foi eliminado pelo Boca Juniors nas Semi-Finais.

No mesmo ano, Alex é negociado com o Cruzeiro EC para a disputa do Brasileirão, porem, no final do ano o técnico Marco Aurélio, dispensou seus serviços por telefone celular.

Em 2002 Alex retornou ao Palmeiras. Nesta passagem, em partida válida pelo torneio Rio-São Paulo daquele ano (que substituía em importância os campeonatos paulista e carioca), fez um dos gols mais lindos de sua carreira, aplicando dois chapéus em defensores do São Paulo, o último deles no goleiro Rogério Ceni e fazendo um gol, definido pelo locutor José Silvério, como "de placa", na vitória por 4x2 do seu time.

Logo após, foi negociado para o Parma, da Itália, clube pelo qual disputou apenas 5 partidas e marcou 3 gols.

Não conseguindo se firmar no time italiano, decidiu retornar ao Brasil em 2002, permanecendo no Cruzeiro até 2004. Neste período, jogou 121 partidas e marcou 64 gols. Foi campeão Mineiro em 2003 e 2004, da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro de 2003.

Neste período marcou gols antológicos, dentre eles um de letra no Maracanã na final da Copa do Brasil, um no primeiro jogo do campeonato brasileiro contra o São Caetano dominando na entrada da área com o peito e encobrindo o goleiro, outro na penúltima rodada contra o Fluminense no Mineirão dominando na área, fingindo que soltaria uma pancada e dando um toque espetacular por cima do goleiro. Se tornou ídolo da torcida cruzeirense, que sonha até hoje com a sua volta ao time celeste.

Desde 2004, joga no Fenerbahçe, da Turquia. Já disputou 365 jogos e marcou 182 gols, mais 159 assistências, tendo sido campeão nacional em 2005, 2007 e 2011.

Em 2012 foi peça fundamental na conquista da Copa da Turquia, título que o Fenerbahçe não ganhava a 30 anos. No jogo da final, contra o Bursaspor, Alex foi responsável por três assistências, além de marcar um gol no segundo tempo, fechando uma goleada de 4 a 0.

Nenhum comentário: