8 de abr de 2013

Morreu Margaret Thatcher, a "Dama De Ferro"

INGLATERRA – Luto
Morreu Margaret Thatcher, a "Dama De Ferro"
”Ela vai entrar para a história não só como a primeira e única mulher chefe de estado da Grã-Bretanha primeiro chefe, mas como a politica que transformou a economia da Grã-Bretanha, além de ter sido uma formidável protagonista no cenário internacional. São legados deixado por ela, muitas das características da economia moderna e globalizada - monetarismo, a desregulamentação, privatização, o governo pequeno, baixos impostos e livre comércio - foram todos promovidos como resultado de políticas que ela empregadas para inverter o declínio económico da Grã-Bretanha”. – The Telegraph

Foto: Suzanne Plunkett/Reuters/Paris Match

Margaret Thatcher, a primeira e única mulher a se tornar chefe do governo britânico, governou de 1979 a 1990.

Postado por Toinho de Passira
Fontes: The Mirror, The Telegraph, BBC Brasil, G1, The Guardian, Paris Match

Morreu nesta segunda-feira (8) aos 87 anos Margaret Thatcher, primeira mulher a se tornar primeira-ministra britânica, cargo no qual ficou por três mandatos consecutivos, entre 1979 e 1990. Ela foi uma das figuras dominantes na política inglesa no século XX e o seu “thatcherismo” ainda influencia políticos até hoje.

Thatcher não falava em público desde 2002, quando os médicos desaconselharam a presença diante de audiências após uma série de pequenos derrames que deixaram como sequela confusões ocasionais e perdas de memória.

A filha Carol escreveu em suas memórias, publicadas em 2008, que nos piores momentos Thatcher tem dificuldades para terminar as frases e esquece que o marido, Denis, faleceu em 2003.

Foto: Arquivo pessoal

Década de 30 – A menina Margareth Thatcher na escola

Vida

Margaret Hilda Roberts nasceu em 13 de outubro de 1925 em Grantham, Lincolnshire. Seu pai era pastor e membro do conselho da cidade.

Ela estudou química na Universidade de Oxford, onde presidiu a tradicional Associação Conservadora, composta por alunos. Ela estudou direito enquanto trabalhava e se formou advogada em 1954.

Em 1951, se casou com Denis Thatcher, um rico homem de negócios, com quem teve dois filhos gêmeos, Carlo e Mark.

Foto: Selwyn Tait / Corbis Sygma

1971: Thatcher, agora ministro da Educação, experimenta chapéus diferentes em sua casa perto Lamberhurst Tunbridge Wells

Carreira política

Thatcher se tornou membro do Partido Conservador no Parlamento de Finchley, ao norte de Londres, em 1959, onde cumpriu mandato até 1992. Seu primeiro cargo parlamentar foi ministra-assistente para previdência no governo de Harold Macmillan.

De 1964 a 1970, quando o partido Trabalhista assumiu o poder, ela ocupou diversos cargos no gabinete de Edward Heath. Heath se tornou primeiro-ministro em 1970 e Thatcher, sua secretária de Educação.

Durante o período na pasta, ela aumentou o orçamento da educação no país, mas foi criticada por abolir o leite que era gratuito em escolas para crianças. A medida polêmica lhe deu o apelido de “Thatcher the Milk Snatcher”, algo como “Thatcher a Ladra de Leite”.

Após os conservadores sofrerem nova derrota, em 1974, Thatcher concorreu com Heath pela liderança do partido e, para surpresa de muitos, venceu a indicação. Em 1979, o Partido Conservador venceria as eleições gerais e ela se tornaria primeira-ministra, aos 54 anos.

Foto: Bettmann / Corbis

1975: Thatcher deixa sua casa em Chelsea, Londres, para o seu primeiro dia como o novo líder do partido conservador.

‘Thatcherismo’

Com ideias arrojadas criou uma nova expressão no dicionário inglês: “thatcherismo”, que significa liberdade de mercado, privatizações, menos intervenção do governo na economia e mais rigor no tratamento com os sindicatos trabalhistas. Suas políticas conseguiram reduzir a inflação, mas o desemprego aumentou dramaticamente.

A vitória na guerra pelas Ilhas Malvinas, em 1982, e uma oposição rachada ajudaram Thatcher a conquistar uma nova vitória nas eleições de 1983. Em 1984, ela escapou por pouco de um atentado do IRA (o Exército Republicano Irlandês), que instalou um carro-bomba numa conferência do Partido Conservador em Brighton.

Thatcher cultivou uma relação muito próxima e pessoal com o então presidente dos EUA, Ronald Reagan, baseada na desconfiança de ambos com o comunismo e na ideologia de uma economia de mercado livre. Nesta época, recebeu o apelido de “Dama de Ferro” dos soviéticos. Ela saldou com entusiasmo a chegada ao poder do reformista soviético Mikhail Gorbachev.

Nas eleições de 1987, Thatcher ganhou um inédito terceiro mandato. Mas suas políticas controversas, como a adoção de novos impostos e a oposição a qualquer integração mais próxima com a Europa, levaram sua popularidade a cair para o nível mais baixo desde que ela havia assumido o poder, em 1979.

A política interna da primeira-ministra começava a fracassar. Com a inflação alta, o país caminhava para a recessão e sua liderança começou a ser questionada dentro do próprio Partido Conservador. Em novembro de 1990, ela concordou em renunciar ao cargo e à liderança do partido, sendo substituída por John Major.

Foto: Mirrorpix

"Perdemos uma grande líder, uma grande primeira-ministra e um grande britânica",
disse o primeiro-ministro britânico, David Cameron, nesta segunda-feira. Em foto recente Cameron ao lado da “Dama de Ferro” diante do escritório do governo britânico.


Nenhum comentário: