27 de out de 2010

BRASIL: Tuma Jr assombra Lula e Gilberto Carvalho

BRASIL
Tuma Jr assombra Lula e Gilberto Carvalho
O Planalto preocupado com o que o filho do Senador Romeu Tuma, (falecido, nesta semana), fará com as informações e provas que possui do caso do prefeito petista Celso Daniel, inclusive com o possível comprometimento do chefe de gabinete de Lula, Gilberto Carvalho mais os elementos que possui da rotina de falcatruas e dossiês elaborados no Ministério da Justiça em benefício da candidata Dilma Rousseff

Foto: Divulgação da campanha eleitoral de Tuma Jr

Para Lula, Tuma Jr é um homem-bomba político

Postado por Toinho de Passira
Fontes: Claudio Humberto, G1, ”thePassiranews”

Na sua coluna, Claudio Humberto diz que o presidente Lula e seu chefe de gabinete, Gilberto Carvalho, estão muito preocupados com o delegado Romeu Tuma Jr, em especial após o falecimento do seu pai, senador Romeu Tuma (PTB-SP), aos 79. Faz sentido. Tuma Jr desvendou o assassinato do prefeito de Santo André (SP) Celso Daniel, investigando inclusive lavagem de dinheiro lá fora, e tem em seus arquivos diálogos gravados que comprometem Carvalho.

Muito emocionado com a morte do pai, o delegado Tuma Jr desabafou ontem com amigos: “Olha o que eles fizeram ao velho...”

Tuma Jr atribui a enfermidade do pai a um bate-boca com o diretor da Polícia Federal, Luiz Fernando Correa, nos corredores do Senado.

Logo após a discussão com Correia, da qual teria participado também Roberto Troncon, da PF, o senador se sentiu mal e foi hospitalizado.

Para a família, a PF teria por motivos políticos deixando vazar grampo envolvendo Tuma Jr com a “máfia chinesa”, para afastá-lo do governo.

Depois de deixá-lo fritando em fogo brando por cinco meses, após seu afastamento do cargo de secretário Nacional de Segurança Pública, a Comissão de Ética da Presidência arquivou a investigação aberta contra ele.

O relator procedimento investigativo, Humberto Gomes de Barros, apresentou no relatório conclusões, favoráveis a Tuma Jr. Afirmando:

“Malgrado a volumosa documentação trazida a exame, nenhum dos deslizes éticos apontados contra o Dr. Romeu Tuma Junior foi comprovado”, com esse argumento sugeriu e teve aprovado o arquivamento da investigação.

Mesmo assim, o governo manteve distancia e nem divulgou com o devido destaque o resultado da comissão. O ex-secretario viu seu pai definhar até a morte. Apesar de não acreditarmos de todo na “inocência” de Tuma Jr, esperamos que ele, possa se redimir, juntando os apetrechos para expor e implodir as mal cheirosas vísceras desse governo.

Se Tuma Jr for rápido pode provocar um tsunami negativo na campanha de Dilma Rousseff e influir no resultado das eleições desse fim de semana.


Nenhum comentário: