20 de out de 2010

PERNAMBUCO: Raimundo Carrero sofreu derrame, mas passa bem

PERNAMBUCO
Raimundo Carrero sofreu derrame, mas passa bem
Raimundo Carrero não só é o mais importante e melhor escritor pernambucano da atualidade, ele é um dínamo cultural, um incentivador de novos talentos e um amigo impar, daqueles que anos sem nos ver, conversa e disponibiliza-se como se tivéssemos falando com ele ontem.


Raimundo Carrero deu um susto literário nos amigos, com um AVC inesperado, um inusitado e surpreendente fato, que vai virar romance dos bons, logo que ele alcance um teclado

Postado por Toinho de Passira
Fontes: Estadão , Portal Terra, Jornal do Comércio, pe360graus, Orelha do Livro

O premiado e querido escritor pernambucano Raimundo Carrero, de 62 anos, nascido em Salgueiro (513 km do Recife), sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) na manhã de ontem, 19, e está internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Neurológica do Hospital Português, no Recife.

Os últimos boletins médicos dão conta que diante do quadro de derrame, diagnosticado, o escritor passa bem e por certo terá recuperação completa, após breve tratamento.

De acordo com a sua esposa, Marilene Carrero, ela percebeu, ao acordar, que ele sentia dificuldade para levantar da cama, para falar e não conseguia andar. Um lado do corpo do escritor estava paralisado. Uma ambulância o levou ao hospital, onde fez vários exames.

"A minha alma é irmã de Deus", último livro de Carrero, conquistou neste ano o Prêmio São Paulo de Literatura - foi considerado o melhor do ano - e o Machado de Assis, da Biblioteca Nacional.

Outros livros seus já foram premiados, a exemplo de "Somos pedras que se consomem". Também é autor de "A história de Bernarda Soledade - a tigre do sertão" e "A dupla face do baralho", entre outros títulos.

Carrero foi aluno do Colégio Salesiano do Recife, e exerceu o jornalismo por 25 anos, no Diário de Pernambuco, e já presidiu a Fundação do Patrimônio Artístico e Histórico de Pernambuco (Fundarpe). Em 2005, tomou posse da cadeira número 3 da Academia Pernambucana de Letras.

O escritor estava de viagem para participar da II Jornada Literária Portal do Sertão, um projeto do SESC Pernambuco realizado nas cidades de Arcoverde, Buíque e Sertânia.

Raimundo Carrero ainda exerce atividades jornalistica, tendo uma coluna na Rádio CBN, Recife, onde fala da criação literária, uma extensão da suas oficinas de criação literária, onde como mestre mostra os segredos de se produzir ficção, ajudando aqueles que querem escrever romances, contos, poesias etc.

Dessa oficina já surgiram talentos literários como o escritor Marcelino Freire ganhador do prêmio Jabuti de Contos com seus “Contos Negreiros”.

A literatura pernambucana, os movimentos cultural do estado, precisa que Raimundo Carrero, volte imediatamente para as suas múltiplas atividades, criando personagens inesquecíveis, ajudando novos escritores e cultivando amizades, velhas e novas.

Assim que Carrero voltar a ensinar, nós seremos aluno dele, loguinho, loguinho.

Nenhum comentário: