21 de out de 2010

BRASIL - CINEMA - ”Cidade de Deus”: um dos melhores de todos os tempos

BRASIL - CINEMA
”Cidade de Deus”: um dos melhores de todos os tempos
O filme brasileiro, do diretor Fernando Meirelles, foi considerado o 6º melhor filme de ação da história, segundo o jornal britânico “Guardian”. Essa não é a primeira vez que “Cidade de Deus” aparece em listas entre as melhores produções do mundo.


A vitoriosa carreira internacional de “Cidade de Deus”

Postado por Toinho de Passira
Fontes: BBC Brasil, Guardian, Guardian, Portal Cidade de Deus

O filme Cidade de Deus (2002), do diretor brasileiro Fernando Meirelles, foi incluído na sexta posição em uma lista com os 25 melhores filmes de ação de todos os tempos, pelo jornal britânico The Guardian.

Desde o último sábado, os jornais The Guardian e The Observer vem publicando listas com os 25 melhores filmes que seus críticos consideram os melhores em sete gêneros, um por dia, entre eles ação, romance e policial.

O filme de Meirelles, que recebeu quatro indicações ao Oscar em 2004, divide a lista de filmes de ação com clássicos como Apocalypse Now (1979, do diretor Francis Ford Coppola), em primeiro lugar, Intriga Internacional (1959, de Alfred Hitchcock), em segundo, e Era Uma Vez no Oeste (1968, de Sergio Leone), em terceiro.

A lista também inclui o clássico de 1938 As Aventuras de Robin Hood, de Michael Curtiz e William Keighley, na 15ª posição, e sucessos contemporâneos como O Tigre e o Dragão, do diretor Ang Lee, lançado em 2000, na nona posição.

Goldfinger (1964), filme do diretor Guy Hamilton com o agente 007, é 17º na lista.
Os dez melhores filmes de ação, segundo o 'Guardian':

1. Apocalypse Now (1979)
2. Intriga Internacional (1959)
3. Era Uma Vez no Oeste (1968)
4. Meu Ódio Será Sua Herança (1969)
5. Amargo Pesadelo (1972)
6. Cidade de Deus (2002)
7. Glória Feita de Sangue (1957)
8. O Salário do Medo (1953)
9. O Tigre e o Dragão (2000)
10. Além da Linha Vermelha (1998)
O jornais também já publicaram listas com os 25 melhores filmes nas categorias romance, policial e comédia.

A lista de romance é liderada por Desencanto (1945), de David Lean, seguido de Casablanca (1942) e Antes do Amanhecer (1995).

Chinatown (1974), de Roman Polanski, foi considerado o melhor filme policial, superando A Marca da Maldade (1958), em segundo lugar, e Um Corpo que Cai (1958), em terceiro.

Na categoria comédia, Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (1977), de Woody Allen foi considerado pelo The Guardian o melhor, à frente de Borat (2006) e Quanto Mais Quente Melhor (1959), respectivamente em segundo e terceiro lugares.

Foto: Divulgação

"Dadinho é o caralho, meu nome é Zé Pequeno, porra", cena do Filma “Cidade de Deus”, o personagem Dadinho, interpretado pelo ator Douglas Silva.

O filme de Fernando Meirelles é uma história explosiva sobre garotos crescendo numa comunidade violenta do Rio de Janeiro, Cidade de Deus. O filme, uma produção de 2020, já havia sido eleito um dos cem melhores filmes da década pelo também britânico The Times, quarto melhor filme estrangeiro pela revista americana Paste e está entre os mais bem votados no site IMDb, que é referência em assuntos de cinema.

Em 2003, Cidade de Deus, foi apresentado pelo Brasil como pré-candidato ao Oscar, mas não conseguiu ser indicado na categoria melhor filme estrangeiro. A violência visceral do filme foi a razão de ele não ter sido incluído entre os indicados, segundo alguns.

Como o filme foi lançado nos Estados Unidos, estrategicamente, em janeiro de 2003, possibilitou que competisse em outras categorias do Oscar.

No fim do ano, Cidade de Deus, foi indicado para o Globo de Ouro de melhor filme estrangeiro.

Finalmente em 2004, mais de um ano depois de ser rejeitado pela Academia em sua primeira tentativa, Cidade de Deus ressurgiu com quatro indicações ao Oscar: melhor diretor, roteiro adaptado, edição e fotografia. Não ganhou os prêmios mas deu a Meireles, e ao cinema brasileiro,visibilidade internacional.

Foto: Divulgação

A antológica cena inicial do filme “Cidade de Deus”


Nenhum comentário: