5 de jun de 2013

Consumidor indignado faz paródia de comercial de carro Hyundai e vira hit na web

BRASIL – Consumidor
Consumidor indignado faz paródia de comercial
de carro Hyundai e vira hit na web
Sem o HB20, morador de Birigui (SP) espera solução de concessionária. Hyundai alega que concessionário ofereceu carro de outra cor e versão.

Foto: Reprodução / Youtube

Hugo (à esquerda) usa nariz de palhaço em vídeo paródia - ”Fim de semana sem o HB20”

Postado por Toinho de Passira
Texto de Daniela Carrecelli , para o G1 Rio Preto e Araçatuba
Fonte: G1

O programador Hugo Martins, de 28 anos, morador de Birigui (SP), achou que tinha realizado um grande sonho: finalmente comprar o carro que queria, em uma concessionária de Araçatuba (SP). A compra, realizada em janeiro, tinha espera de até 90 dias. Mas 150 dias depois, indignado por não receber o veículo, Martins fez um vídeo paródia e colocou na internet, em forma protesto pela demora na entrega. O que ele não imaginou é que o vídeo fosse se tornar um sucesso.

A fabricante do veículo alega que, nestes casos, outro veículo de outra cor ou versão é oferecido ao consumidor para que o problema possa ser resolvido. Martins diz que a concessionária entrou em contato após 100 dias para isso, porém ele teria que colocar mais dinheiro na compra. "Quase aceitei para poder receber o carro e finalmente parar de tomar chuva tendo que ir trabalhar de moto. Mas achei muita sacanagem, era uma taxa de mais R$ 1 mil para receber um carro que não escolhi. Não aceitei, queria receber aquilo que me prometeram anteriormente", comenta o programador.

Na propaganda original da marca, dois colegas de trabalho se encontram no café e um pergunta ao outro “E aí, como foi o final de semana?”, então começa uma breve história sobre o fim de semana esplêndido para o dono do carro. Na paródia de Martins, ele reinterpreta a mesma situação, porém conta como foi passar o fim de semana sem o carro. O programador sai para balada de bicicleta, passa apuros nas ruas, vai comer em um carrinho de lanches, o tempo todo com nariz de palhaço. “Foi para satirizar a publicidade original, fui tratado como palhaço e assim que demonstrei no vídeo", reclama Martins.

Foto: Reprodução / Youtube

Em menos de uma semana, com mais de 61 mil visualizações e centenas de comentários, Martins chamou atenção da mídia, concessionária e internautas. "Tentei resolver no local da compra, eles vinham sempre dizendo "semana que vem chega". Entrei em contato por e-mail, me comuniquei com a Ouvidoria, fiz um pedido em um portal de reclamações, procurei o Procon e nada resolvido. Aí tive a ideia de me manifestar através da internet", conta Martins.

Amigos e familiares apoiaram a ideia e ajudaram na produção do vídeo. "Sofri com os comentários do tipo "está mais fácil comprar um título de capitalização e ganhar do que receber seu carro", ou então ficavam me perguntando sem parar "e aí, como foi seu final de semana" só para me chatear. Virei piada e foi quando resolvi rir da situação também e gravar o vídeo. Esperava que ele resolvesse o meu caso e que isso não aconteça com outros compradores. Se você compra um produto com um prazo de entrega determinado, isso deve ser respeitado. É um direito do consumidor", disse o programador.

Segundo Martins, após a repercussão do vídeo, um vendedor entrou em contato nesta terça-feira (5) e informou que o carro será entregue até a segunda-feira (10).

O primeiro vídeo é da propaganda original. Em seguida, a paródia.



PARÓDIA


Nenhum comentário: