15 de jul de 2012

Seis por cento: Lula lá, Eduardo cá

BRASIL – São Paulo – Recife- Eleição 2012
Seis por cento: Lula lá, Eduardo cá
Os dois escolheram postes fiéis como candidatos, pensando em passar seu prestígio eleitoral para os apadrinhados, até agora as pesquisas dizem que ambos apostaram mal e os filhotes só conseguiram atrair 6% dos eleitores. Só a grana do Caixa 2 pode salvar esses postes?

Montagem sobre foto de Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Eduardo e Lula, padrinhos de postes com mesmos 6%

Postado por Toinho de Passira
Fontes: Portal Terra - Recife, Portal Terra- São Paulo

Coincidências ou não tanto o candidato de Lula em São Paulo, o poste petista, Fernando Haddad, quanto o candidato de Eduardo Campos, em Recife, o poste socialista Geraldo Júlio, aparecem nas pesquisas na faixa de 6%, apesar dos padrinhos poderosos e fanfarrões.

Claro que a coisa está só começando e ainda vai passar muito dinheiro e conchavo por baixo da ponte.

A história começa a esquentar quando os partidos enchem os bolsos dos candidatos a vereadores, com verba do caixa 2. Eles são encarregados de comprar os líderes comunitários, que, por sua vez, distribuem “favores” nas comunidades em nome dos candidatos majoritários.

Nessas ocasiões há verdadeiros leilões pelos passes desses líderes, comunitários, alguns deles, também candidatos a vereadores. Uma dentadura, um milheiro de tijolos, um telhado novo, um botijão de gás, vão fazendo os eleitores bandearem-se para o lado indicado por esses benfeitores.

Esse submundo municipal, é um micro universo da política nacional, portanto, num como outro, há traições, corrupções, falsos apoios e gente que para ganhar mais dinheiro joga dos dois lados. No grande universo as negociações de compra de apoio, possuem lances maiores, que tanto pode ser um canal de televisão, ou, um cargo federal para administrar um cofre recheado.

Por isso, essa pesquisa de começo de campanha parece-se mais com a realidade eleitoral, do que as próximas que já virão contaminadas pela compra de eleitores.

A última pesquisa divulgada em Recife, feita pelo Instituto de Pesquisa Maurício de Nassau, diz que o senador Humberto Costa (PT) tem 35,5%, o deputado federal Mendonça Filho (DEM) 20,7%, o candidato da Frente Popular do Recife, o poste de Eduardo Campos, Geraldo Júlio (PSB), está com 6,8%, e PSDB, Daniel Coelho (PSDB) com 5,6%.

Em São Paulo o instituto de pesquisa Datafolha divulgou, no mesmo período, o resultado da última pesquisa de intenção de votos, em segundo lugar aparece o ex-deputado Celso Russomanno (PRB), o poste de Lula, Fernando Haddad, que já teve 8%, depois do apoio de Maluf desceu e ficou estacionado com 6%, empatado com Soninha Francine (PPS), Gabriel Chalita (PMDB) e Netinho de Paula (PCdoB) - que deixou a disputa, para ganhar um canal de televisão prometido por Lula, para apoiar Haddad -, todos 6%.

As coincidências estão aí, tanto Lula quanto Eduardo veem os candidatos que eles não queriam na bica para se elegerem, ambos com a preferencia na faixa de 30% do seu eleitorado, enquanto seu apadrinhados estão no final da tabela com míseros, 6%. Agora é ver o que o caixa 2 pode fazer por esses postes apadrinhados. As próximas pesquisas dirão.

ESTAMOS ALERTANDO: Se ninguém tomar uma providência Humberto Costa acaba prefeito do Recife, se ele fizer por aqui, o mesmo que fez no Ministério da Saúde...(?) Vamos ter saudades de João da Bosta.


Nenhum comentário: