29 de jul de 2012

Arqueólogos encontram sutiã medieval

ÁUSTRIA - Arqueologia
Arqueólogos encontram sutiã medieval
Arqueólogos austríacos descobriram, durante a escavação em um castelo em East Tyrol, um cofre cheio de resíduos --entre os quais, cerca de 2.700 fragmentos têxteis individuais. Ao uni-los, foram surpreendidos por quatro sutiãs do século 15

Foto: Universität Innsbruck/Associated Press

Sutiã do século 15, segurando e realçando as mamas da mulher da Idade Média

Postado por Toinho de Passira
Fontes: UOL, Der Spiegel, CNN

Durante anos, as pessoas acreditaram que a maravilha dos sutiãs de bojo anatômicos eram uma invenção do século 20. Mas, ao escavarem em um castelo na Áustria, arqueólogos descobriram quatro sutiãs de 600 anos atrás. A descoberta da superação do espartilho pode mudar a história da roupa íntima feminina.

Apesar dos primeiros sutiãs terem sido produzidos em massa há aproximadamente um século, promovendo o rápido declínio do espartilho, ninguém sabe dizer ao certo quando de fato foi inventado. Contudo, arqueólogos da Universidade de Innsbruck, Áustria, encontraram algo que pode levar essa data a séculos atrás.

“Até hoje, não havia nada para indicar a existência de sutiãs com bojos claramente visíveis antes do século 19”, escreve Beatrix Nutz, arqueóloga universitária. Mas agora a universidade está apresentando orgulhosamente quatro sutiãs com “bojos distintos”, que vêm do século 15.

Os sutiãs saíram de um baú de 2.700 fragmentos têxteis, encontrado durante uma investigação arqueológica do castelo de Lengberg, na região do Tyrol do Leste, como parte de um amplo projeto de reconstrução, iniciado no prédio em 2008. Apesar das roupas terem sido encontradas naquele ano, a descoberta só foi anunciada neste mês.

Os sutiãs teriam sido encontrados em um “cofre” que talvez tenha sido colocado ali quando o castelo recebeu uma adição no século 15. Dois deles, que estavam muito fragmentados, são descritos como “um conjunto de sutiã e camiseta”, sem mangas, mas com laços de renda abaixo para prover maior suporte. O terceiro, que é decorado de forma elaborada, “parece muito mais como um sutiã moderno”, já que tem alças sobre os ombros e indicações de ser amarrado atrás. O quarto “realmente parece um sutiã moderno”, com bojos “feitos de dois pedaços de tecido costurados juntos verticalmente”.

Foto: Reuters

Essa calcinha cheia de rendas e lacinhos dos lados deve ter sido
produzida pela Victoria’s Secret Medieval

DESTRUINDO PRECONCEITOS
Nutz observa que é difícil encontrar fontes medievais escritas confirmando a existência de sutiãs com bojo. Algumas fontes meramente se referem a “sacolas para seios” ou “camisas com sacolas”, escreve ela, enquanto outras mencionam faixas para o peito “para apertar seios de tamanho excessivo”.

“Nem mesmo nós acreditamos inicialmente”, contou ela ao “Spiegel Online”. “Achávamos impossível que algo assim pudesse já ter sido usado na idade Média”.

Antes, pensava-se que os sutiãs de bojo só começaram a ser usados cerca de 100 anos atrás, e que as mulheres na Idade Média usavam roupas íntimas feitas de linho.

Contudo, diz ela, a datação por radiocarbono em amostras das fibras confirmou que as peças de roupa foram usadas entre 1440 e 1485.Outras peças no mesmo cofre incluíam camisas de linho com gola plissada, um par de calças de linho totalmente preservado e uma espécie de cueca para calças.

“Não vamos conseguir dizer o que era cada coisa, mas certamente poderemos reconstruir pelo menos 20 peças”, acrescentou Nutz.

Foto: Institut für Archäologien/ Universität Innsbruck

O imponente catelo austriaco, onde a caprichosa dona dos sutiãs
e dos seios, provavelmente residia


*Acrescentamos legendas as fotos da publicação original.
Tradução: Deborah Weinberg, para UOL

Nenhum comentário: