16 de jul de 2013

Eduardo Campos gastou 5 milhões do erário, em 18 meses, fretando jatinhos e helicópteros

BRASIL – Jatinhos e Helicopteros
Eduardo Campos gastou 5 milhões do erário,
em 18 meses, fretando jatinhos e helicópteros
Em tempos de escândalos dos jatinhos da FAB, o Jornal do Commercio publicou neste domingo, 14, o montante de gastos do governador, no último ano e meio, em seus deslocamentos aéreos, estaduais e nacionais. A oposição diz que quer saber se os voos foram de interesse de Permambuco ou da candidatura de Eduardo Campos. Ele não quis falar sobre o assunto.

Foto: Marcondes Moreno/Sulanca News

O governador Eduardo Campos, chegando em Caruaru, de helicóptero, para inaugurar 1ª etapa da duplicação da BR 104, abril de 2011

Postado por Toinho de Passira
Fontes: Blog do Fernando Castilho, O Globo, Estadão, Blog do Jamildo, Portal Transparencia do Governo de Pernambuco, Sulanca News

O jornalista Fernando Castilho publicou na sua coluna JC Negócios do Jornal do Commercio deste domingo, 14, que nos últimos 18 meses, o governo do Estado de Pernambuco, através da Casa Militar, contratou mais de $ 5 milhões (R$ 5.173.851,71) em serviços de deslocamento do governador Eduardo Campos em avião executivo e helicóptero. Identificou que três empresas têm aeronaves fretadas pelo governo de PE: a Sociedade de Taxi Aéreo Weston Ltda. e a Easy Taxi Aéreo Ltda., e uma terceira empresa, a Colt Taxi Aéreo S.A., também prestou serviços ao governo de Pernambuco em 2012.

O jornalista informa que usou apenas e simplesmente as informações disponíveis no Portal da Transparência do Governo de Pernambuco, para chegar a essa conclusão.

As despesas da frota aérea de Eduardo ganhou imediato destaque na mídia nacional, na onda em que os pecados aéreos dos nossos políticos são postos em reprovável evidência: os jatinhos da FAB usados por ministros e integrantes do congresso nacional, para fins particulares de recreação, social ou esportivo (para assistir jogos da seleção brasileira), são estão em evidências. Incluindo, ainda, o uso exagerado e privado e doméstico de helicópteros pelo do governador Sérgio Cabral, do Rio de Janeiro.

Fernando Castilho apurou que em 2012, o governador Eduardo Campos empenhou R$ 3.638.897,82 para seus deslocamentos pelo interior do Estado e viagens pelo Brasil, onde a Weston prestou mais serviços. Mas, o Portal informa que o governo, ainda, contratou os serviços da Easy em R$ 487.860,10 para 31 voos durante o ano.

No caso da empresa Colt, os serviços referem-se apenas a um serviço no valor de $ 289.884,00 faturado em fevereiro. No Portal da Transparência é possível identificar que, em 2012, a contratação de R$ 3.638.897,82 em serviços refere-se às notas fiscais de 73 voos, 15 deles referentes à contratação de horas de voo de helicóptero para deslocamento do governador.

Este ano, o governo de Pernambuco, através da Casa Militar, já contratou R$ 1.534.953,89 das empresas Weston e Easy para um total de 30 voos das duas empresas. Segundo o Portal da Transparência, a Weston prestou serviços num total de R$ 1.270.980,29 para operar 20 voos, entre eles três empenhos relativos à contratação de lotes de horas de helicóptero, enquanto a Easy prestou serviços num total de R$ 263.973,60 para o fretamento de 10 voos.

Em nota, a Secretaria da Controladoria Geral de Pernambuco esclarece que as despesas constantes no Portal da Transparência referem-se a viagens feitas, basicamente, para Brasília.

Essas viagens, segundo a nota, são para tratar de interesses do Estado e o governador sempre viaja com secretários e dirigentes da pasta de interesse ao assunto a ser tratado no destino da viagem.

Em ano pré-eleitoral, a bancada de oposição ao governador Eduardo Campos na Assembleia Legislativa de Pernambuco, sempre discreta e adesiva, rebelou-se e diz que vai protocolar um pedido de informação sobre as viagens feitas pelo governador em aviões executivos e helicópteros fretados. Esclareça-se que o governo de Pernambuco não possui avião ou helicóptero, desde que seu avô, Miguel Arraes, numa das vezes em que foi governador de Pernambuco, vendeu a frota sucateada de teco-teco da Casa Militar e decidiu fretar jatinhos para seus deslocamentos.

"Queremos todas as informações sobre estas viagens: o destino, os passageiros, a motivação", afirmou nesta segunda-feira o líder da oposição, deputado estadual Daniel Coelho (PSDB). "É preciso saber se estes gastos são do interesse do Estado".

"Não queremos dizer que ele está fazendo pré-campanha, mas é preciso que estes gastos fiquem claros e transparentes", destacou Coelho, ao afirmar que a oposição não quer pré-julgar, mas considera fundamental que todas as viagens sejam identificadas para que fique claro se todos os deslocamentos foram realizados a serviço do governo ou se também atenderam a Campos na condição de presidenciável e presidente nacional do PSB.

O deputado frisou que "os números são elevados e acendem o sinal de alerta", especialmente porque, na sua avaliação, "Pernambuco enfrenta situação difícil". "O Estado tem o pior déficit fiscal do País, mais de R$ 1 bilhão", observou.

Diante do recesso da Assembleia Legislativa, o pedido só será encaminhado ao governo no dia primeiro de agosto. O prazo para a resposta é de 30 dias.

O governador participou neste domingo, na sede provisória do governo, no Centro de Convenções, de evento para comemorar um ano de atividade da Comissão Estadual da Memória e Verdade Dom Hélder Câmara, mas não deu entrevista sobre o assunto.

O deputado Daniel Coelho foi o segundo colocado nas eleições a prefeitura do Recife, derrotado pelo candidato do governador, Geraldo Júlio, e é o candidato óbvio da oposição para enfrentar o candidato apoiado por Eduardo Campos nas próximas eleições para governador de Pernambuco.

Por outro lado, a agenda nacional de Eduardo Campos tem sido preenchida por deslocamentos que obviamente estão mais próximos dos interesses do candidato a presidente da república dos que dos interesses de Pernambuco, simplesmente. A não ser que o governador Eduardo Campos seja da opinião que enquanto candidato está cuidando dos interesses pernambucanos. Pode parafrasear presidente francês, Charles De Gaulle e dizer: “Eu sou Pernambuco”.

Nenhum comentário: