26 de jan de 2012

A tragédia no centro do Rio

BRASIL
A tragédia no centro do Rio
Três prédios desmoronaram na noite de quarta (25), perto do Teatro Municipal, área central do Rio de Janeiro. Quatro mortos, três homens e uma mulher, foram retirados dos escombros. Há 22 desaparecidos. Dos seis feridos no acidente, três permanecem internados na tarde desta quinta, no Hospital Souza Aguiar, um deles, uma mulher, em estado grave. As buscas por sobreviventes ou corpos continuam com a ajuda de cães farejadores e pás mecânicas.

Foto: Carlos Ivan/OGlobo

Foto aérea do Theatro Municipal e, ao fundo, o local onde três prédios desabaram na noite de quarta-feira

Postado por Toinho de Passira
Fontes: O Dia, Folha de São Paulo, BBC Brasil, G1, O Glob

As equipes do Corpo de Bombeiros resgataram quatro corpos de vítimas do desabamento de três prédios, no Centro do Rio de Janeiro. Os corpos encontrados são de três homens e uma mulher. Três foram identificados: Celso Renato Braga Cabral, de 44 anos, Cornélio Ribeiro Lopes, de 73, Moiséis Moraes da Silva.

Equipes de busca e salvamento continuam no local e contam com o auxílio de cães farejadores, retroescavadeiras e pás mecânicas. Buscam ainda pelo menos 22 desaparecidos.

Um prédio de 20 andares, outro de 10 e um imóvel de cinco pavimentos ficaram em ruínas. O acidente ocorreu por volta das 20h30 O desabamento ocorreu por volta das 20h30, de quarta-feira (25), quando os edifícios comerciais estavam com baixa ocupação, o que teria reduzido bastante o número de possíveis vítimas.

Foto: Carlos Ivan/O Globo

Momento em que os bombeiros localizaram um dos corpos

Foto: Paulo Nicolella/O Globo

Cães farejadores e pás mecanicas ajudam na busca por sobreviventes, sob os escombros

Seis pessoas ficaram feridas no desabamento. A principal hipótese é que o desabamento tenha sido causado por um dano estrutural, já que não há informações sobre explosão ou vazamento de gás. O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea) informou que obras "ilegais", sem registro no conselho ou na prefeitura, estavam sendo realizadas num dos edificios.

Segundo o jornal O Dia, o engenheiro, especialista em estrutura, Antonio Eulálio Pedrosa, disse pela manhã que a causa mais provável para a tragédia é alguma alteração estrutural feita no edifício maior. Eram realizadas obras. "A empresa que realizava a obra, (no 3º e no 9º andar do prédio) pode ter retirado alguma viga e danificado toda a estrutura do prédio", afirmou.

Um prédio na Rua Senador Dantas, que fica próximo ao local do desabamento, foi esvaziado nesta manhã a pedido da Defesa Civil. O prédio, de nove andares, teria sofrido abalo na estrutura.

Três feridos, dos seis atingidos no desabamento, permanecem internados na tarde desta quinta, no Hospital Souza Aguiar, o quadro mais grave é o de uma mulher que teve lesão no couro cabeludo e passou por uma cirurgia.

O ajudante de obras Alexandro da Silva Fonseca Santos, de 31 anos, foi resgatado dentro de um elevador nos escombros. Ele deixou o hospital nesta manhã e disse que foi salvo graças ao celular que usou para pedir socorro, telefonando para um amigo.

Pessoas que estavam no edifício ao lado usaram a luz de seus telefones celulares para chamar a atenção dos bombeiros e buscar socorro. Com as escadas cheias de escombros, não havia como sair. Trinta foram resgatadas.

Foto: Marcelo Piu/O Globo

Guardas Municipais ajudam sobreviventes a deixarem o local

Foto: Marcelo Piu/O Globo

Dezena de veículos que estavam estacionados em frente e nas proximidades ficaram cobertos de poeira e danificados

Um posto de informações para familiares de eventuais vítimas foi instalado na Câmara dos Vereadores, na Cinelândia.

Em nota oficial, o Theatro Municipal informou que o desabamento do edifício da Avenida Treze de Maio não causou prejuízos ao prédio, nem danos estruturais. A única parte atingida por escombros foi a bilheteria, no prédio anexo. Nenhum funcionário foi atingido.

A BBC Brasil embra que o acidente “ocorre pouco mais de três meses após uma possível explosão de gás em um restaurante da cidade ter deixado três pessoas mortas”.

Foto: Carlos Ivan/OGlobo

Apesar da proximidade, o imponente, Theatro Municipal não foi atingido pelo desabamento


Nenhum comentário: