9 de set de 2014

Pesquisa anterior a divulgação da delação, mostra Dilma com 38,5%, Marina, 33,5% e Aécio Neves, 14,7%

BRASIL - Eleição 2014
Pesquisa anterior a divulgação da delação, mostra Dilma com 38,5%, Marina, 33,5% e Aécio Neves, 14,7%
Os números foram divulgados hoje, e representam a opinião do eleitorado, as vésperas da publicidade das denúncias do ex-diretor da Petrobras

Foto:Reuters / EFE / Estadão Conteúdo

Dilma Rousseff, Marina Silva e Aécio Neves
Dilma está à frente na disputa, segundo a nova pesquisa MDA/CNT

Postado por Toinho de Passira
Fontes: Diario do Poder

A pesquisa MDA, divulgada nesta terça-feira, 9, pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), apontou que a presidente Dilma Rousseff fica à frente de Marina Silva no primeiro turno da corrida ao Palácio do Planalto. A presidente Dilma Rousseff está com 38,1% das intenções de voto e Marina, 33,5%. O candidato do PSB, Aécio Neves, oscilou para baixo e tem 14,7%. Em relação à sondagem passada, a diferença entre as duas caiu no primeiro turno. Dilma tinha no primeiro turno com 34,2%, e Marina, 28,2%. O candidato do PSDB, Aécio Neves, alcançara 16%.

A pesquisa apontou que a aprovação do desempenho pessoal da presidente Dilma Rousseff (PT) havia subido de 47,4% para 52,4% entre as sondagens feitas no final de agosto e o início de setembro. A desaprovação pessoal caiu de 47,4% para 42,9%, no mesmo período. Não sabe ou não respondeu somam 4,7%.

A pesquisa apontou também que o potencial de voto na candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, é de 65% – 18,5% das pessoas dizem que ela é a única em quem votariam e 46,5% afirmam que poderiam votar nela. Marina tem ainda 31% dos entrevistados que não votariam nela de jeito nenhum.

No caso da presidente Dilma Rousseff (PT), o potencial positivo de voto nela é de 56,3%. Ao todo, 22,8% dizem que ela é a única em que votariam e outros 33,5% afirmam que poderiam votar nela. Outros 41,7% dos entrevistados dizem que não votariam nela de jeito nenhum.

No caso de Aécio Neves, o potencial de voto é de 48,1%. Ao todo, 6,3% dos entrevistados disseram que o tucano é o único em quem votariam e outros 41,8% poderiam votar nele. Ao todo, 43,5% não votariam nele de jeito nenhum – o maior índice entre todos os candidatos.

Foram entrevistadas 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 unidades da federação das cinco regiões entre os dias 5 e 7 de setembro. A margem de erro é de 2,2 pontos porcentuais para mais ou para menos.

Não acreditamos que o escândalo das denuncias feitas pelo O ex-diretor da Petrobras, Paulo Costa, vá provocar mudanças significativas nesse quadro. A rejeiçao a Aécio Neves é muito alta, para que o tucano, consiga desbancar Marina Silva. Haverá, provavelmente uma queda os números de Dilma, uma oscilação nos índices de Marina e uma pequena melhora para Aécio. Mas nada que faça as posições sejam alteradas.

Parece óbvio que teremos um segundo turno, Dilma x Marina, sem definição clara de quem tem mais chance de ser a vencedora. Apesar de Marina ter uma discreta vantagem.

Nenhum comentário: