11 de set de 2014

Morto, Eduardo Campos deve eleger, Paulo Câmara, governador de Pernambuco

BRASIL – Eleição 2014
Morto, Eduardo Campos deve eleger, Paulo Câmara, governador de Pernambuco
A queda do avião de Eduardo fez a campanha de Paulo Câmara subir

Postado por Toinho de Passira
Texto de Josias de Souza
Fonte:  Blog do Josias de Souza

Em 13 de agosto de 2014, dia da morte de Eduardo Campos, o deputado Márcio França, presidente do PSB de São Paulo, vaticinou: “O Armando Monteiro já pode renunciar à candidatura dele ao governo de Pernambuco. Não tem a menor chance. O Paulo Câmara está eleito.”

Decorridos 29 dias, o Datafolha atesta a previsão: a candidatura de Armando Monteiro (PTB) definhou 14 pontos percentuais, despencando de 47% para 33%. Já não exibe todos os sinais vitais. Tudo indica que a pretensão política do personagem morreu. Pior: não foi para o céu.

Com Paulo Câmara (PSB) deu-se o oposto. Desde a morte do seu padrinho, o ex-azarão agigantou-se de 13% das intenções de voto para para 39%. Pela primeira vez, encontra-se numericamente à frente do seu antagonista. Para Câmara, ex-secretário de Fazenda do Estado, a morte de Campos foi um enorme despertar.

Nenhum comentário: