12 de set de 2014

PT divulga que pretende processar Marina por 'ferir a honra' do partido

BRASIL – Eleição 2014
PT divulga que pretende processar Marina
por 'ferir a honra' do partido
Referem-se ao que Marina disse no debate do O Globo, desta quinta-feira, que o partido (PT) não é confiável já que "coloca por 12 anos um diretor para assaltar os cofres da Petrobras".


PT quer colocar Marina na cadeia?

Postado por Toinho de Passira
Fonte: Coluna Monica Bergamo – Folha de S. Paulo

O diretório nacional do PT disse que vai apresentar ao Ministério Público Eleitoral uma representação criminal contra Marina Silva. O partido acusará a candidata do PSB de "difamação eleitoral" contra a legenda.

Nesta quinta-feira (11), em sabatina no jornal "O Globo", a presidenciável afirmou que o partido não é confiável já que "coloca por 12 anos um diretor para assaltar os cofres da Petrobras".

Ela fazia referência ao ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa, preso na Operação Lava Jato e hoje colaborando com a Justiça, por meio de delação premiada, em investigação de supostos desvios que teriam ocorrido na empresa.

Segundo as informações plantadas na mídia pelos petistas, os advogados do Partido dos Trabalhadores vão invocar o artigo 325 do Código Eleitoral, que diz ser crime "difamar alguém" visando "fins de propaganda, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação".

Na representação, eles afirmariam que Marina Silva "extrapolou, e em muito, o mero direito de crítica, ferindo abertamente a honra da agremiação".

De acordo com a lei, eles lembram, que depois de protocolada a representação - o que ainda não foi feito ainda e provavelmente não será, o Ministério Público Eleitoral teria prazo de dez dias para analisar e decidir se oferece denúncia contra a presidenciável.

Se condenada, Marina poderia estar sujeita a pena é de três meses a um ano de prisão, e mais pagamento de 5 a 30 dias de multa.

Essas ameaças nunca se concretizam. Há um risco enorme em jogo: se o Ministério Público, por qualquer razão não aceitar oferecer a denuncia, dará margem a se acreditar que a candidata estava com razão ao fazer as acusações que eles acharam "desonrosas". Seria um tiro no pé.

O que eles pretendem, com a divulgação dessa notícia, é fingir que ainda tem honra para ser ofendida; dá a candidata da oposição um ar marginal e tentar, por fim, por algum freio na língua de Marina.

Vão conseguir?

Nenhum comentário: