30 de set de 2014

Nove cubanos chegam às praias de Miami, em balsa improvisada, após perigosa travessia de 10 dias

ESTADOS UNIDOS - CUBA
Nove cubanos chegam às praias de Miami, em balsa improvisada, após perigosa travessia de 10 dias
Desde outubro de 2013 chegaram às praias do sul da Flórida pelo menos 780 imigrantes cubanos foragidos do regime dos Castros, quase o dobro que o ano anterior. A pergunta é, por que esses loucos arriscam a vida para fugir do paraíso?

Foto: Pedro Portal / El Nuevo Herald


Foto:David Adams / Reuters

Curiosos se reúnem ao redor da balsa ‘artesanal’ que conduzia os imigrantes cubanos desembarcados na praia atrás do condomínio Mar Azul em Key Biscayne, próximo a Miami.

Postado por Toinho de Passira
Fontes: G1, Business Insider, Daily Mail, KFGO, Miami Herald

Os nove imigrantes cubanos que chegaram na terça-feira (23) em uma balsa às praias de Miami, após dez dias de travessia, afirmaram nesta quarta (24) que a viagem demandou cerca de três meses de preparação. Miami está a cerca de 230 milhas (370 quilômetros) de Cuba, separados pelas correntes traiçoeiras do Estreito da Flórida.

Os imigrantes cubanos puseram os pés nas praias de Key Biscayne, muito próximas ao centro da cidade de Miami, em bom estado de saúde, segundo agentes do Escritório de Alfândegas e Proteção Fronteiriça (CBP).

Tanto os serviços médicos como agentes da Patrulha Fronteiriça se encarregaram de atender os imigrantes logo após sua chegada a território americano.

Foto: Wilfredo Lee / AP Photo

Antonio Cárdenas Viejo (à esquerda), José Ramón Fuente Lastre (centro) e Yennier Martínez Díaz estavam entre os cubanos imigrantes que chegaram aos EUA após 10 dias no mar.

Os imigrantes cubanos, com idades entre 20 e 40 anos, asseguraram que saíram de Cuba há dez dias, provenientes de Camagüey, ao oriente de Havana.

Em um improvisado encontro com a imprensa nos arredores de Serviço Mundial de Igrejas, a organização que lhes ofereceu refúgio e atendimento após sua chegada ao país, o capitão da embarcação, René Morales, negou que o grupo fizesse parte de uma operação de tráfico ilícito de pessoas, tal como sugeriu inicialmente a Patrulha Fronteiriça.

Segundo relatou, a viagem se iniciou quando um grupo de 14 moradores de Camagüey começaram a preparar uma improvisada embarcação à base de placas de aço, e à qual acrescentaram o motor de um trator soviético modelo T-40.

Foto: David Adams / Reuters

Menina observa embarcação que tinha um motor de trator soviético como propulsor.

Pouco antes de partir, o grupo, que se reduziu a nove integrantes, entrou em contato com Morales para que conduzisse a embarcação.

Morales afirmou ter aceitado o convite por 'não ver futuro em Cuba'. "Ali você tem que decidir entre comprar comida ou sapatos", disse ao jornal "The Miami Herald".

Após dez dias de navegação, escondendo-se dos guarda-costeira americana, o grupo finalmente chegou a Key Biscayne na tarde de terça.

Desde outubro de 2013 chegaram às praias do sul da Flórida pelo menos 780 imigrantes cubanos, quase o dobro que o ano anterior, segundo números oficiais.

O número de imigrantes cubanos que chegam através da fronteira mexicana também aumentou. Até de 10 de setembro, pelo menos 16.933 imigrantes cubanos cruzaram a fronteira – 4,642 do que no de 2013.

A Lei de Ajuste vigente nos EUA desde 1966 permite que os cubanos que pisem o solo americano possam ficar no país e obter a residência, enquanto os interceptados no mar, mesmo a poucos metros da margem, devem ser devolvidos à ilha.

Nenhum comentário: