11 de dez de 2010

BRASIL: Novas cédulas do real começam a circular segunda-feira

BRASIL
Novas cédulas do real começam a circular segunda-feira
Com o real valorizado a falsificação da nossa moeda despertou o interesse de falsários internacionais. Por isso o Banco Central resolveu modificar a nossa moeda, acrescentando itens de seguranças inovadores de padrão universal. A Casa da Moeda investiu, para tanto, em tecnologia e equipamentos. Os deficientes visuais terão mais facilidades em reconhecer os valores das cédulas pelos tamanhos diferenciados e por um relevo especial aprimorado. As primeras a serem lançadas serão as notas de R$ 100,00 e R$ 50,00

Divulgação

A frente da cédula está visualmente mais limpa, mantida a efígie da República. Ganhou do lado direito, uma faixa com o valor da nota escrito e, do lado esquerdo, um grafismo com figuras do habitat de cada animal - a nota de R$ 100, por exemplo, que tem uma garoupa no verso, ganhou na frente figuras que remetem ao mar.

Postado por Toinho de Passira
Fontes: Estadão, Folha Online, IG, G1

A nova família das cédulas do real será lançada na próxima segunda-feira, dia 13, inicialmente, apenas as notas de R$ 50 e R$ 100 chegarão aos bancos. Mesmo com a entrada em vigor das cédulas novas, as atuais continuam em circulação e serão gradativamente retiradas do mercado, conforme o desgaste natural das cédulas.

Para os demais valores, a previsão do BC é lançar as novas cédulas de R$ 10 e R$ 20 em 2011. Em 2012, será a vez das notas de R$ 2 e R$ 5. A principal novidade da nova família de cédulas do real são os tamanhos diferentes, que variarão conforme o valor de face da nota. O objetivo é reduzir o risco de falsificação, nos casos em que cédulas de menor valor são "lavadas" em processos químicos e reimpressas com valor maior.

Essa medida já é usada na Europa, onde a cédula do euro tem tamanho crescente, conforme o valor. No Brasil, essa característica será igual, com células maiores para valores maiores.

A nova família do real, no entanto, manterá as cores e os temas das notas atuais. Também serão mantidos os animais impressos no verso, como a onça pintada na nota de R$ 50 e a garoupa na cédula de R$ 100.

Divulgação

No verso, as figuras de animais foram modificadas e estão agora na horizontal. A nota de R$ 50, por exemplo, traz a mesma figura da onça pintada, agora deitada sobre uma pedra.

As novas notas têm impressão superior e elementos de segurança - como a marca d'água-- foram redesenhados de forma a facilitar a identificação pela população e dificultar a falsificação.

Nas notas de R$ 50 e R$ 100 foi incluída uma faixa holográfica com desenhos personalizados por valor, o que, de acordo com o BC, é um dos mais sofisticados elementos anti-falsificação existentes.

O projeto das novas cédulas vem sendo desenvolvido desde 2003 pelo Banco Central e pela Casa da Moeda do Brasil. As notas atenderão ainda a uma demanda dos deficientes visuais, já que poderão ser identificadas por seus tamanhos diferentes e terão marcas táteis em relevo aprimoradas em relação às já existentes.

A Casa da Moeda modernizou seu parque fabril para poder produzir as novas moedas. Com isso, de acordo com o Banco Central, o órgão tem tecnologia para imprimir hoje qualquer moeda existente no mundo, incluindo o dólar e o euro.

Agora só falta ganhar algumas dessas novas cédulas.

Divulgação

As novas notas mantiveram as mesmas cores das antigas e os mesmos animais. Os tamanhos serão diferentes, a de R$ 2 é a menor, a de R$ 5 um pouco maior, e assim sucessivamente.


Nenhum comentário: