20 de dez de 2010

Willie Nelson e a cannabis

ESTADOS UNIDOS
Willie Nelson e a cannabis
A lenda do country americano, Willie Nelson, foi flagrado, mais uma vez, portando maconha. Está em liberdade condicional sob fiança. Depois de breve pausa, continuou sua maratona de show numa turnê, pelos Estados Unidos, que só termina em fevereiro. Estimado e respeitado nos meios artísticos, com admiradores de todas as faixas etárias e classes sociais, tem usado o seu prestígio para tentar legalizar a droga e enfrentado os problemas advindo do seu uso contínuo com humor e naturalidade. Sua recente prisão reacendeu a polêmica da legalização da maconha nos Estados Unidos.

Foto: Lee Roberts/Flickr

William Hugh Nelson, mais conhecido como Willie Nelson, cantor, compositor, músico, escritor, ator e poeta.

Postado por Toinho de Passira
Fontes: TMZ, Portal Willie Nelson, Portal Terra, El Paso Times, G1, Portal Terra, Examiner, Ego, CNN, Portal Megafone, The New York Times, TMZ

O texano Willie Nelson, 77 anos, uma lenda da música country americana, foi preso em 26 de novembro por posse de maconha. Há especulação de que ele possa ter que cumprir pena devido ao flagrante, pois, a quantidade, 170 gramas, da droga encontrada a bordo de seu ônibus, constituiria crime, com prisão prevista em lei, de seis meses a dois anos de encarceramento.

O mundo ficou sabendo dessa última prisão, quando o porta-voz da patrulha de Fronteira dos Estados Unidos, Bill Brooks, contou que um oficial sentiu cheiro de maconha ao ser aberta a porta do ônibus de Willie Nelson, no posto Sierra Blanca, no Texas, na noite de sexta-feira (26). Empreendeu uma busca no interior do veículo, que havia parado devido a uma tempestade, e acabou encontrando a droga e prendido os três ocupantes, entre eles o artista.

O xerife Arvin West, disse ao jornal "El Paso Times" que Nelson assumiu que a maconha era dele. O cantor foi ficou detido brevemente e acabou libertado pelo juiz, após o pagamento de fiança no valor de US$ 2.500 (R$ 4.250).

Foto: Associated Press/Getty Images

O resultado da consulta desfavorável a legalização, num painel da Califórnia e uma ativista defendendo a cannabis, usando a imagem de Obama, que confessou ter puxado um “baseado” na juventude

Recentemente, os eleitores da Califórnia, durante as eleições legislativas americanas, rejeitaram a legalização da maconha para uso recreativo.

A Proposta previa a legalização da posse de até 28 gramas de maconha, o uso em locais privados e o plantio de até 2,3 metros quadrados da erva para pessoas acima dos 21 anos de idade. 56% dos eleitores californianos disseram não. Apesar de derrotados os ativistas exultaram por terem sido aprovados por 44% dos votantes.

Os defensores da legalização - que incluem personalidades como a atriz Susan Sarandon e o bilionário George Soros - dizem que a taxação sobre a venda da droga traria uma considerável receita extra para o Estado e permitiria que policiais e o poder judiciário se concentrassem em lutar contra drogas mais pesadas. Mas os críticos alegam que a legalização da maconha prejudicaria o desempenho acadêmico dos estudantes e aumentaria o número de acidentes no ambiente de trabalho.

A Casa Branca, porém, comemorou a derrota da proposta.

"Hoje, os californianos reconheceram que legalizar a maconha não vai tornar nossos cidadãos mais saudáveis, resolver o problema orçamentário da Califórnia ou reduzir a violência ligada às drogas no México", declarou o diretor para Política de Drogas da Casa Branca, Gil Kerlikowske, após a divulgação dos primeiros resultados.

"O governo Obama foi claro em sua oposição à legalização da maconha porque pesquisas revelam que o uso de maconha está associado a internações voluntárias para tratamento de vícios, acidentes fatais sob influência de drogas, doença mental e admissão em setores de emergência nos hospitais."

Foto: Reuters

O texano, Willie Nelson, aos 77 anos, apesar de muita maconha, ainda consegue fazer uma média de 200 shows por ano


O uso medicinal da maconha já é liberado na Califórnia e em outros 13 Estados americanos. E apesar de ter se declarado contrário à legalização, o governador Arnold Schwarzenegger recentemente mudou a lei estadual tornando a posse da droga apenas uma infração em vez de uma contravenção. Agora, adultos pegos com maconha no Estado vão receber uma multa de US$ 100, mas não vão ter ficha criminal.

Foto: Captura video/CNN

Willie no programa de Larry King, afirmando que fumou maconha antes de entrar no estúdio

Willie Nelson, em abril passado, admitiu, diante das câmaras, ao vivo, ter fumado maconha antes de entrar no estúdio da CNN para uma entrevista ao apresentador Larry King.

"Fumei maconha, pode me prender", disse o músico, ao ser indagado se tinha consumido um baseado naquele dia.

Nelson revelou fumar sempre antes de entrar no palco para os show e ter "uma grande tolerância que a maioria não tem". "Você pode fumar (maconha) além da conta, mas acho menos perigoso que cigarros", concluiu.

É celebre também a história acontecida dois anos atrás, quando ao preso por porte de maconha pela polícia rodoviária do estado da Louisiana, EUA, Willie Nelson, então com 75 anos, virou para o jovem policial que o prendeu e disse: “meu amigo, eu sou Willie Nelson, tenho mais de 70 anos de idade, eu não vou deixar de fumar a minha maconha por causa de você, you know?”.

Foto: Arquivo

O legendário ônibus de Willie Nelson, onde a polícia encontrou a droga

O legendário ônibus de Willie Nelson, onde a polícia encontrou a droga O portal TMZ comentou que apesar de se dizer que a marijuana afeta a memória, essa tese não parece se aplicar a Willie Nelson. Uma prova disso foi ter se lembrado de contratar, para lhe tirar dessa enrascada, o mesmo advogado que o livrou da cadeia, há 16 anos, quando foi encontrado de posse de 1,5kg de maconha.

O advogado Joe Turner conseguiu anular a acusação de 1994, comprovando que o veículo de Willie havia sido revistado ilegalmente. Perguntado ele nega informar qual será a estratégia que usará dessa vez.

Muita gente torce para que o cantor saia de mais essa sem maiores constrangimentos. Há poucos dias, o apresentador David Letterman, do famoso programa “Late Show”, da CBS, disse sarcrástico:

“Willie Nelson foi preso por posse de maconha... Temos Willie Nelson! Nenhuma notícia sobre Osama Bin Laden, mas temos de Willie Nelson”!? – declarou sendo aplaudido entusiasticamente pela platéia do programa.

Foto: Associated Press

Apesar de todo o debate e controvérsia, Willie Nelson participou,no dia 5 de dezembro último, sem nenhum embaraço de uma recepção no Salão Leste da Casa Branca. Não se sabe se ele fumou, antes, durante ou depois (?)


COMENTÁRIO: Somos fãs de Willie Nelson, o admiramos como ser humano afável e pacifista, mas, por motivos pessoais, reprovarmos o seu comportamento, em relação ao uso e defesa da maconha.


Nenhum comentário: