30 de dez de 2010

Lula é um crustáceo ou um molusco? Eis a questão!

BIZARRO
Lula é um crustáceo ou um molusco? Eis a questão!
A Petrobras rebatizou o maior poço da camada pré-sal, com um nome de um molusco: Lula. Depois o presidente da empresa José Sergio Gabrielli, disse que não foi homenagem ao presidente, é que todos os poços da Petrobras têm nome da fauna marinha. Lula não pactua da mesma opinião, agradeceu a homenagem e em agradecimento nomeou Gabrielli, para continuar na empresa durante o governo Dilma. O mercado de ações não gostou nem da brincadeira nem da nomeação atravessada

Fotomontagem sobre imagem do filme “Pirata do Caribe”/ Walt Disney Production

Lula: molusco da classe dos cefalópodes imbecilis Petistóides (sugestão do leitor)

Postado por Toinho de Passira
Fontes: Estadão, DCI, Blog Sidney Rezende, casa Civil

Fotomontagem sobre imagem do filme “Pirata do Caribe”/ Walt Disney Production Lula que é um poço de vaidade e egocentrismo, agora é oficialmente, também é um poço de petróleo. A Petrobras anunciou ontem que o poço Tupi localizado na Bacia de Santos, o maior campo da camada pré-sal, passa a se chamar Lula. O gesto foi visto com ressalvas pelo mercado de ações, até porque foi acompanhado da confirmação de José Sergio Gabrielli à frente da estatal durante o governo Dilma Rousseff.

Tradicionalmente a maioria dos campos petrolíferos da Petrobras em alto-mar, levam nomes de peixes. Exceções são dois que homenageavam moluscos, os campos Polvo e Mexilhão, na Bacia de Campos (RJ), que tem agora a companhia do campo de Lula, na bacia de Santos.

Oficialmente, a empresa descarta qualquer vínculo do campo Lula ao nome do presidente, que deixará o cargo no sábado. Até porque Lei 6.454/1977, proíbe “em todo o território nacional, atribuir nome de pessoa viva a bem público, de qualquer natureza, pertecente à União ou às pessoas jurídicas da Administração indireta”.

o art 4º, da referida lei, diz que “A infração ao disposto nesta Lei acarretará aos responsáveis a perda do cargo ou função pública que exercerem...”

Pelo visto, se as leis fossem cumpridas no Brasil, o Gabrielli deveria ser demitido, mas ao contrário, conseguiu com a puxada de saco, continuar a frente da Petrobras, durante o governo Dilma, por escolha do homenageado, que atropelou até a presidente de plantão, Dilma Rousseff, anunciando a permanência com antecipação.

Em viagem a Fortaleza (CE), ontem, onde lançou a pedra fundamental para a instalação da Refinaria Premium II e do terminal no Complexo Industrial e Portuário do Pecém, (lembrar que faz cinco anos que Lula lançou a pedra fundamental da Refinaria de Pernambuco, que até agora não passou de um terraplenagem superfaturada) o presidente Lula comentou a mudança de nome do campo de Tupi.

Pelo visto, o presidente não gosta de ser chamado molusco, por isso, por decreto, classificou lula, o animal marinho, como crustáceo.

“Eu fiquei, fiquei orgulhoso”, disse para, em seguida, corrigir-se: “Não é o meu nome, é o nome de um crustáceo, da lula. É que eu pensei que só tinha lula pequena, aquela que a gente faz isca”. Antes de deixar a cerimônia, porém, Lula voltou a falar sobre o assunto: “Então, eu fiquei feliz, sinceramente fiquei feliz. Obrigado, companheiros da Petrobras, por colocarem o meu nome”.

Alguém aí precisa entrar com uma ação mudando essa homenagem indevida. O presidente precisa ter paciência e saber que é preciso morrer para ter direito a este tipo de homenagem. Agora só depende dele.


Um comentário:

Anônimo disse...

Caro Toinho, segue uma sugestão pra definição do molusco. Vc não acha que ficaria mais apropriado
ACEFALÓPODES IMBECILLIS PETISTÓIDES???