12 de out de 2014

Após divulgação de carta social tucana, em Recife, Marina deve finalmente declarar apoio a Aécio

BRASIL – Eleição 2014 - 2º Turno
Após divulgação de carta social tucana, em Recife,
Marina deve finalmente declarar apoio a Aécio
O jornalista Gerson Camarotti reportou que o grupo político da ex-senadora Marina Silva considera que a carta divulgada neste sábado (11), por Aécio Neves, no Recife, na qual o tucano assumiu compromissos com avanços sociais no país, abre espaço para a candidata do PSB à Presidência anunciar já neste domingo (12) seu voto no presidenciável do PSDB.

Charge: Paixão - Gazeta (PR)
I

Postado por Toinho de Passira
Fontes: Reuters, Blog do Camarotti

Aécio Neves (PSDB), assumiu neste sábado, em documento, uma série de compromissos sugeridos pelo grupo de Marina Silva (PSB), terceira colocada no primeiro turno, cumprindo algumas das exigências dela como condição para apoiar a candidatura dele na reta final da disputa contra a reeleição Dilma Rousseff (PT).

Marina, que ainda não declarou seu posicionamento neste segundo turno, enviou à campanha de Aécio na sexta-feira por meio de emissários de seu grupo político, o Rede Sustentabilidade, uma lista de temas que considera importantes.

Das sugestões entregues, Aécio assumiu e concordou com a maioria, como a ampliação de políticas sociais e da participação popular, manutenção da prerrogativa do Executivo de demarcar terras indígenas, além de reiterar seu “compromisso programático” com a questão ambiental, tema chave para Marina, e com a “retomada” da reforma agrária.

O tucano recebeu apoio formal do PSB de Pernambuco neste sábado, em ato que contou com a presença dos filhos de Campos, de lideranças do partido e de representantes de movimentos sociais. Aécio, que teve no Estado o pior desempenho entre os três principais candidatos, tenta garantir a transferência dos votos recebidos por Marina para a sua candidatura neste segundo turno.

Marina recebeu um pouco mais de 48 por cento dos votos válidos do Estado, contra cerca de 44 por cento de Dilma e apenas 6 por cento do candidato tucano.

Aécio defendeu ainda que a exploração do petróleo não impede a diversificação da matriz energética brasileira, outro tema sensível à Marina, e disse que pretende retomar o processo de ampliação do Sistema Nacional de Unidades de Conservação.

O tucano, no entanto, não se posicionou sobre a redução da maioridade penal em casos de reincidência e crimes hediondos, pauta de sua campanha no primeiro turno e que constava na lista como uma posição a ser reavaliada por sua campanha.

O jornalista pernambucano Gerson Camarotti, da Globo News, informou no seu blog que o grupo político da ex-senadora Marina Silva considera que a carta divulgada neste sábado (11), por Aécio Neves, no Recife, abre espaço para a candidata do PSB à Presidência anunciar já neste domingo (12) seu voto no presidenciável do PSDB.

Integrantes da Rede Sustentabilidade mais próximos a Marina avaliam que o posicionamento de Aécio na capital pernambucana já é uma espécie de carta social aos brasileiros, em uma referência aos compromissos assumidos por Lula, em 2002, na qual ele afirmou que iria garantir a ortodoxia na condução da política econômica.

Um integrante da Rede destacou, a Camarotti, entre outros pontos, os compromissos assumidos por Aécio de retomar a reforma agrária, atuar para diminuir o desmatamento no país, além de se posicionar na vanguarda de um projeto global de mudanças climáticas.

Se Marina não mudar de idéia outra vez...

Nenhum comentário: