8 de jan de 2011

NOVIDADES NA POCILGA: Ao invés de se matar Genoino vai assessorar Jobim

NOVIDADES NA POCILGA
Ao invés de se matar Genoino vai assessorar Jobim
Lamentavelmente o quase ex-deputado José Genoino, o réu do mensalão e pau mandado de José Dirceu, depois de perder o emprego na eleição e ameaçar se matar, conseguiu uma vaga no governo. Foi socorrido com uma assessoria de “porra nenhuma” no Ministério da Defesa. Uma tacada virulenta da dupla guerrilheira Dilma-Dirceu: enquanto abriga o inútil petista, retalia as Forças Armadas.

Fotomontagem Toinho de Passira

VINGANÇA GUERRILHEIRA - Jobim e Genoino reunidos por Dilma-Dirceu, no Ministério da Defesa, para torturar as Forças Armadas.

Postado por Toinho de Passira
Fontes: Estadão, Diário de Pernambuco, Portal Terra, Ultimo Segundo

Temos o doloroso dever de comunicar que o quase ex-deputado José Genoino (PT-SP), não vai mais se suicidar. Na perspectiva de ficar desempregado, depois que perdeu a mamata de deputado Federal por São Paulo - os paulistas acertadamente preferiram Tiririca - o petista estava deprimido, choramingando pelos cantos, cabisbaixo e depressivo.

Num blefe, para atrair a atenção, ameaçou praticar um "haraquiri retal", caso não fosse aproveitado no novo governo. Conversa vai, conversa vem e mandaram o canastrão Nelson Jobim, convidá-lo para um cargo que ainda vai ser criado, de Assessora especial do Ministério da Defesa.

Nelson Jobim, que já foi Ministro e Presidente do Supremo Tribunal Federal, não parece se envergonhar em abrigar Genoino, apesar de sua condição de réu do mensalão e integrante da sofisticada quadrilha chefiada por José Dirceu e alvo de processo na mesma Corte que presidiu.

O pior é que se insinua que esse cargo de assessor, criado para Genoíno, é uma porta de entrada para que ele assuma mais tarde, o posto de Ministro da Defesa, com titular.

Por essa versão, Jobim continuou no posto, apenas temporariamente, por interesse próprio e do ex-presidente Lula. Sua missão é participar, como lobista oficial, das negociações finais da compra dos aviões de caça franceses “Rafale”, destinados à Força Aérea Brasileira, um negócio com forte sintoma de corrupção generalizada, englobando valores de R$ 15 bilhões.

Cínico, Genoino, faz c... doce, e diz que vai pensar se aceita o convite.

Mas o guerrilheiro de araque, José Genoino, não parece ter conseguido esse cargo, apenas porque está desempregado. Diante da suas sobejamente comprovadas incompetência e falta de escrúpulos, personifica-se como uma ameaça mirabolante e proposital, uma espécie de homem bomba corrupto-ideologico, posto no Ministério da Defesa, para tentar destroçar as Forças Armadas Brasileiras.

Podemos recordar que, da mesma forma de como está ocorrendo agora, o petista Genoino, foi colocado na presidência do PT, em 2002, para presidir o mensalão, por ter ficado sem emprego, após a derrota nas eleições de governador de São Paulo, para Geraldo Alckmin (DEM).

Apesar de ter pretendido administrar a maior economia estadual do país, Genoíno, demonstrou-se sobejamente inapto e desastrado para exercer a bem mais modesta tarefa de presidir o Partido dos Trabalhadores.

Sua atuação como presidente do partido foi um desastre de grandes proporções: a partir de então, o PT ganhou a merecida pecha de ajuntamento de corruptos, a estabilidade democrática brasileira foi seriamente ameaçada e Lula quase perde o mandato.

Quando a meleca foi espalhada no ventilador, pelo então deputado Roberto Jefferson, evidenciou-se ainda mais a incapacidade de Genoino de administrar qualquer coisa.

Entre suas obras primas, está à tentativa de inocentar-se dizendo que assinava sem ler, ou analisar todos os documentos que o funesto tesoureiro do partido, Delúbio Soares (homem forte do esquema de José Dirceu) exibia-lhe para aprovação. Foi assim que empréstimos bancários irregulares e mal ajambrados e negociatas escandalosas (um rombo avaliado em R$ 90 milhões) foram chancelados por Genoíno.

Chega-se então ao dilema Genoino: se ele fala a verdade e assinava tudo sem ler, é um incompetente irresponsável. Se por outro lado, está mentindo e assinava os empréstimos com total consciência, é um inescrupuloso e mentiroso corrupto. Genoino certamente que não se sai bem em nenhuma das opções, ao invés de um cargo público de destaque, teria como destino natural, num país governado pela ética, o banimento da vida pública e uma temporada exemplar como hospede do sistema penitenciário.

Nessa republiqueta petista, de inversões morais, todo esse currículo negativo serviu-lhe de méritos. Fez-lhe merecedor de um importante cargo, numa área estrategicamente importante.

Sem teorias conspiratórias, somos levados a supor que José Genoino tenha sido escolhido propositadamente, para continuar, no Ministério da Defesa, o projeto petista, atualmente capitaneado por Nelson Jobim, de tentar destroçar, ridicularizar e desmoralizar as Forças Armadas Brasileiras.

Isso pode não acabar bem.


2 comentários:

Ajuricaba disse...

Pode existir "acomodações" iguais, mas piores que a do Genô e da Ideli jamais.

Fusca disse...

Dilmula só nomeou perdedores das urnas, como convém a uma déspota anti-democrática. Aliás, com eleição fraudada até Hitler se elegeu...