9 de jan de 2011

Amy Winehouse, o mais lúcida possível

BRASIL - SHOWBIZ
Amy Winehouse, o mais lúcida possível
”Oi, Floripa! This is Miss Amy Winehouse!”, anunciou um dos backing vocals da cantora, na sua primeira apresentação no Brasil, nas primeiras horas desse domingo, em Florianópolis. Desde 2008 que ela não se apresentava ao vivo para uma grande platéia. A imprensa inglesa comemorou afirmando que ela estava novamente em forma. Os jornais brasileiros comentam que não se pode dizer que foi um show convencional, mas o mais normal que se pode esperar dela. Se não fosse a exibição involuntária das mamas na sacada do Hotel no Rio, poderia se dizer que Amy foi quase uma menina bem comportada

Foto: Charles Guerra/Diario Catarinense

Amy foi Amy, sorriu, mostrou-se moleca, esqueceu as letras das músicas de sua autoria, saiu inesperadamente do palco, apareceu tomando água mineral e cantou como só ela sabe fazer.

Postado por Toinho de Passira
Fontes: Revista Quem, O Globo, Jornal do Brasil, Diário de Pernambuco, Jornal do Comércio, Heat World , The Sun, People, Diário Catarinense

A cantora britânica Amy Winehouse desde que chegou, ao Brasil, na quarta-feira, só deixou o hotel, ontem, para tomar um jatinho e ir fazer o show em Florianópolis, Santa Catarina. Segundo o noticiário a cantora está proibida contratualmente, sob o risco de pesada multa de circular fora da área de controle da produção do show.

Pelas cinco apresentações no Brasil vai receber algo como R$ 13 milhões, dois e meio milhão por show. Daí ninguém querer se arriscar que Amy repita episódios recorrentes em suas turnês, quando, em algumas ocasiões,chegou a não ter condições de se apresentar por ter exagerado no consumo de álcool e drogas.

Foto: Revista Quem

Amy Winehouse flagrada com os seios a mostra, na sacada do hotel Santa Teresa, no Rio de Janeiro

Além de tomar sol, a britânica tem se exercitado. Uma pequena academia foi montada em seu quarto a pedido da própria cantora, que na noite de quinta-feira (6), pediu pizzas de sabores variados para jantar com a equipe, de 20 pessoas, que lhe faz companhia no hotel.

Apesar dos shows em cinco capitais, inclusive o Recife (quinta-feira) Amy ficará baseada no Rio de Janeiro e só se deslocar para as demais cidades pouco antes das apresentações, em jatinhos fretados.

A platéia ovacionou até quando ela tomou água mineral, durante o show.
Amy Jade Winehouse, 28, é sem dúvida o maior talento e novidade musical da década passada. Um diva frágil, minúscula, celebrizada não só por méritos musicais, mas por uma postura autodestrutiva e escandalosa.

Além de tudo ”É um ícone da moda com o cabelo, a maquiagem e as roupas vintage” – diz o Diário de Pernambuco, que ainda comenta:

”O que mais levou Amy às manchetes de jornais e revistas, contudo, foi sua vida pessoal. Desde 2005 tem se envolvido em brigas públicas, prisões por uso de drogas e farras homéricas. Não poucas vezes foi fotografada em estado deplorável. Numa delas, Amy estava dormindo abandonada em um banco de praça, com o sol a pino.

Os cinco shows que Amy faz no Brasil são cercados de expectativa. São os primeiros em pelo menos dois anos. No ápice do vício em heroína - a mesma droga que acabou com a vida de outros ícones do jazz como Billie Holiday e John Coltrane - Amy cancelou shows, fez performances bem abaixo do seu talento e abandonou apresentações no meio.

Mas tudo indica que Amy está mesmo de volta à boa forma, diz alvissareiro o tablóide britânico “The Sun”.

Dizem que ela divorciou-se do marido e eterno amor bandido, Blake Fielder-Civil, passou um ano morando no Caribe, onde comprou uma casa, e já estaria com as composições do próximo e terceiro álbum quase prontas. A pergunta principal permanece: o talento extraordinário de Amy teria saído intacto aos anos de escândalos e vícios? No Recife, a contagem regressiva para a resposta termina nesta quinta-feira, onde todos os ingressos, que variaram entre R$ 100 e R$ 300, estão esgotados.

Foto: Associated Press

Para sorte de quem ouve, Amy canta como vive. Sem medir consequências, com o coração na boca – jornalista Carolina Santos, no Diário de Pernambuco

Veja o que já foi publicado no “thepassiranews” sobre Amy Winehouse


Nenhum comentário: