15 de out de 2013

Humberto Costa, novamente, detona o PT de Pernambuco, Eduardo Campos agradece

BRASIL – PERNAMBUCO - Eleição 2014
Humberto Costa, novamente, detona o PT
de Pernambuco, Eduardo Campos agradece
Guiado por José Dirceu, o senador Humberto Costa, toma a inciativa de dividir o PT estadual, da qual fez na eleição da Prefeitura do Recife, em 2012

Foto: André Corrêa / Liderança do PT no Senado

Humberto Costa, o colaborador involuntário de Eduardo Campos

Postado por Toinho de Passira
Fontes: G1, Blog do Josias de Souza, Estadão, Blog do Josué Nogueira, Terra, Blog do Carlos Britto

O senador Humberto Costa, obedecendo ordens e orientação do seu guru, o mensaleiro, José Dirceu, o líder da facção petista Construindo um Novo Brasil, anunciou sem consultar outras tendências do partido em Pernambuco, o rompimento com o PSB, e a entrega dos cargos que são ocupados por petistas, tanto no governo do Estado, quanto na Prefeitura do Recife, imitando o gesto do PSB, de Eduardo Campos, que entregou os Ministérios e cargos comissionados que ocupava no governo de Dilma Rousseff.

Não que a medida não possa ser correta, mas tomada assim, sem consultar os companheiros, como se fosse dono do partido, Humberto Costa e sua turma, o deputado federal João Paulo e o advogado Bruno Ribeiro, candidato a presidente estadual do PT entraram em confronto com a outra vertente do partido liderado pela deputada estadual Teresa Leitão – também candidato à direção do PT-PE – o deputado federal Fernando Ferro e o ex-prefeito João da Costa, esses últimos furiosos com o anuncio do senador sem que eles fossem consultados.

Parece que o senador Humberto Costa nada aprendeu com o resultado das eleições do Recife, onde truculentamente se auto nomeou bionicamente candidato a prefeito do Recife, perdeu o apoio de Eduardo Campos e acabou em terceiro lugar na disputa do cargo.

Ninguém tem ajudado mais o governador Eduardo Campos a minar o poder eleitoral do PT em Pernambuco, do que o senador Humberto Costa, e sua trupe arrogante.

Claro que ele quer ser o candidato a governador de Pernambuco pelo PT e acredita que agindo da mesma maneira que procedeu na eleição de Prefeito do Recife, brigando e ignorando parte do próprio partido, vai conseguir êxito.

Isso é tudo que Eduardo precisa para eleger o seu candidato Bezerra Coelho.

Já há quem desconfie do comportamento de Humberto, que agiria assim, por ato falho: inconscientemente, eternamente grato, quer agradecer, o governador, pelo mandato de senador, que já mais teria conseguido sem o apoio do socialista, e aí vampiriza o PT, para ajudar Eduardo Campos.

Engana-se quem assim pensar: prepotente e burro, Humberto Costa, não é capaz, nem inconscientemente, de um gesto de agradecimento. Ele vive dizendo por aí, em voz alta, pondo o carro na frente dos bois, que foi graças a ele que Eduardo Campos se elegeu governador.

Eduardo Campos tem crises de risos ao ouvir essa história.

Nenhum comentário: