20 de mar de 2013

Emílio Santiago morre aos 66 anos

BRASIL - Luto
Emílio Santiago morre aos 66 anos
O cantor, que faleceu nesta manhã, estava internado desde o dia 7, num hospital do Rio, depois de sofrer um acidente vascular cerebral isquêmico

Foto: Dario Zalis/Veja

Emilio Santiago, a voz mais popular e sofisticada da música popular brasileira

Postado por Toinho de Passira
Fontes: G1, Veja, Folha de São Paulo, YouTube – CD – “Bossa Nova”

Morreu aos 66 anos o cantor Emílio Santiago, que estava internado no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Samaritano, em Botafogo, na Zona Sul do Rio. O sambista sofreu um acidente vascular cerebral isquêmico (AVC), no dia 7 de março.

O cantor, vencedor de diversos festivais de música, iniciou a carreira na década de 70 e gravou grandes sucessos como Saygon, Lembra de Mim e Verdade Chinesa.

O último disco de Emílio Santiago foi "Só danço samba (ao vivo)", lançado em 2012, junto com um DVD.

Emílio Santiago nasceu em 1946 na cidade do Rio de Janeiro. Formou-se em Direito pela Faculdade Nacional de Direito, mas a paixão pela música fez com que ele iniciasse sua carreira participando de diversos festivais de música, sendo vencedor de muitos deles.

"Transas de amor", seu primeiro compacto, saiu em 1973. A estreia em um álbum cheio aconteceu dois anos mais tarde. Autointitulado, o trabalho trazia interpretações de canções de nomes como Ivan Lins, Gilberto Gil, Nelson Cavaquinho e Jorge Ben.

Conhecido pelo inconfundível tom de voz ao mesmo tempo grave e suave, o cantor apresentou diferentes gêneros durante sua carreira, mas esteve especialmente voltado para a música romântica, a MPB e o samba. Em 1988, lançou "Aquarela brasileira", o primeiro disco da série criada por Roberto Menescal e Heleno Oliveira. O álbum trouxe a releitura de 20 clássicos da música brasileira, como "Sampa" (Caetano Veloso), "Anos dourados" (Chico Buarque e Tom Jobim) e "Eu sei que vou te amar" (Tom Jobim e Vinicius de Moraes) projeto que acabou tendo sete volumes com retumbante sucesso.

Seu trabalho mais recente é Só Danço Samba - Ao Vivo, que dividiu o prêmio de melhor álbum de samba/pagode com Nosso Samba Tá na Rua, de Beth Carvalho, no Grammy Latino, em novembro do ano passado.

Emilio Santiago participou do Carnaval de Pernambuco, nesta ano, no show no Marco Zero e do desfile do bloco carnavalesco “Galo da Madrugada”.

Neste final de semana, dia 22 e 23 de março, Emilio se apresentaria em São Paulo. Ele era convidado do maestro César Camargo Mariano e da Orquestra Jazz Sinfônica para participar de um tributo ao músico Johnny Alf .


Emilio Santiago canta “Verdade Chinesa” de Emilio Santiago


Emilio Santiago canta “Insensatez” de Tom Jobim


Nenhum comentário: