1 de nov de 2013

As mulheres sauditas na direção e no reggae do Fageeh

ARÁBIA SAUDITA – Mulheres e Paródia
As mulheres sauditas na direção e no reggae do Fageeh
Apoio aos protestos das mulheres sauditas pelo direito de poder dirigir um automóvel.

Foto: Amer Hilabi / AFP

Mulheres sauditas na direção de um carro, só nos pavilhões das feiras de automóveis, em veículos parados

Postado por Toinho de Passira
Texto de Caio Blinder
Fonte: Blog do Caio Blinder

s sabemos das heroínas sauditas que querem conduzir este país retrógrado por um caminho mínimo de modernidade e sanidade. Para dezenas de mulheres no sábado passado, 26, se enveredar pela Primavera Árabe foi desafiar a proibição e estar ao volante do carro. A Arábia Saudita é singular na proibição. Mas, estas dezenas de desafiantes não estavam sozinhas. Um jovem comediante pegou carona no protesto e seu vídeo fazendo paródia da “direção” saudita é viral, já foi visto por milhões de pessoas.

Hisham Fageeh teve a ideia no chuveiro para bolar o vídeo No Woman, No Drive. Ele cantarolava Bob Marley e foi guiado para a sacação. Reggae no deserto. Meses mais tarde, quando o Twitter fervilhava com o plano das mulheres sauditas de realizar o protesto, Fageeh e dois amigos, os músicos Fahad Albutairi e Alaa Wardi, decidiram produzir o vídeo para dar uma força no dia do desafio.

A leveza do vídeo é enganosa (muita gente inclusive não entendeu, achando que Fageeh estava criticando as motoristas), mas a paródia é afiada, embora o alvo seja fácil. As razões que impedem as mulheres de dirigirem na Arábia Saudita são surrealistas. Por exemplo: dirigir pode causar danos aos órgãos reprodutivos.

Foto: Captura Video- You Tube

Hisham Fageeh, pegando uma bem humorada carona ao ritmo de Bob Marley

Hisham Fageeh conseguiu sua carteira de habilitação de humorista nos EUA, onde estudou e trabalhou. Seu aprendizado cômico foi no Harlem, em Nova York, com comediantes negros. Seu primeiro ídolo foi Dave Chapelle. Riad é um lugar bem mais perigoso do que o Harlem para o exercício de sua profissão.

Na sua página no Facebook, Hisham Fageeh tem uma citação de George Orwell: “Cada piada é uma pequena revolução”. Como o absurdo das mulheres sauditas é kafkiano, então vamos finalizar o percurso com uma citação do mestre de Praga: “De um certo ponto adiante, não há mais retorno. Este é o ponto que deve ser alcançado”.

Veja o vídeo

Hisham Fageeh - canta - “No Woman, No Drive”


”passiravideo”


Nenhum comentário: