11 de nov de 2013

Brad Pitt corneou Mike Tyson

ESTADOS UNIDOS - Bizarro
Brad Pitt corneou Mike Tyson
Na biografia lançada neste fim de semana, o polêmico, campeão americano dos pesos pesados, revela, entre outras coisas, que flagrou Brad Pitt, na cama, com a sua ex-mulher, a atriz Robin Givens. Afirmou que Pitt, assustado, usou como desculpa que estavam ensaiando para uma cena.


TRIÂNGULO AMOROSO - Robin Givens, Myke Tyson e Brad Pitt

Postado por Toinho de Passira
Fontes: Jornal de Notícias, Terra, Mirror, Softpedia, Uol, Forbes

O ex-pugilista Mike Tyson lançou no último final de semana sua autobiografia, “A Verdade Incontestável" (Undisputed Truth).Mal chegou às lojas o livro já causa polêmica, já que Tyson conta em suas páginas em detalhes, uma história conhecida desde 2012.

No ano passado, Tyson havia revelado em programa de televisão que flagrou o ator Brad Pitt com sua esposa Robin Givens, na cama, no final da década de 1980, quando eles estavam negociando o divórcio.

Só que o lutador de 47 anos nunca havia contado qual havia sido sua reação no momento.

Na autobiografia, porém ele conta que nada fez, diante dos gritos desesperados do hoje galã de Hollywood: "Cara, não me bate, não me bate. Nós estávamos só ensaiando as falas", teria implorado Pitt, o atual marido de Angelina Jolie.

Tysson relatou que ele e a mulher, a atriz, Robin Givens, costumam transar selvagemente antes das audiências no Tribunal, onde acontecia o litigioso processo de divórcio entre os dois. .

Ao que parece todos os personagens dessa história são um tanto quanto desequilibrados.

Tyson diz que achava divertido transar e depois durante as audiências dizer impróprios contra ela e acusa-la de estar querendo roubá-lo.

"Neste dia em particular, alguém se antecipou, e chegou antes de mim, afirma ele em tom de galhofa, Brad chegou mais cedo e estava realizando a tarefa. com a sua fama de louco, violento e descontrolado, Tyson deve ter causado o mais susto no galã Brad Pitt: "Você deviam ter visto a cara dele quando ele me viu," comenta Tyson sorrindo.

Antes de de ser um equilibrado e fiel homem de família, dos dias de hoje, Brad Pitt era um grande pegador. Não dispensava nem as atrizes com quem contracenava. Ele que depois desse incidente, chegou a namorar oficialmente por curto período a ex-mulher de Tyson após o divórcio, conheceu e faturou Angelina Jolie, sua atual esposa, durante as filmagem de Mr. and Mrs. Smith, em 2005.

Por sua vez, Mike Tyson e Robin Givens conheceram-se em 1987, ficaram casados por apenas um ano, entre 1988 e 1989. Na época, a fortuna do pugilista era estimada em aproximadamente US$ 50 milhões. No entanto, como nenhum acordo pré-nupcial assinado, os passaram a discutir publicamente na época do divórcio.

Foto: Playboy

Robin na Playboy

A separação do pugilista está entre os imbróglios judiciais que a atriz Robin Givens enfrentou e que ajudaram a construir sua rejeição entre os fãs. A imprensa americana noticiou que Givens teria recebido US$ 10 milhões na época do divórcio. A atriz, no entanto, diz que não levou “nem um centavo” com a separação. O imbróglio ajudou para que ela fosse eleita “a mulher mais odiada da América” em reportagem da revista Ebony, publicada em 1990.

Em 1997, Givens se casou com o instrutor de tênis Svetozar Marinković. Mas o novo casamento da atriz também durou apenas um ano e, em 1998, eles já estavam separados.

Em 2004, ela voltou às manchetes por atropelar uma mulher de 89 anos enquanto dirigia em Miami. Ela e sua irmã, que era dona do carro, foram processadas. Cinco anos depois, Givens teve de voltar aos tribunais por problemas com imposto de renda. Segundo a revista Forbes, ela devia cerca de US$ 292 mil.

Hoje com 48 anos de idade, Givens, que posou para a Playboy em 2005, segue bonita e encrenqueira.

O livro de Tyson fala também do período em que esteve preso. 1992-1995, condenado por estuprar uma miss de 18 anos.

“Na cadeia eu fazia tanto sexo que ficava esgotado, nem sequer ia para a academia. Simplesmente ficava na cela o dia inteiro”, disse Tyson na biografia.

Tyson conta que suas parceiras amorosas eram inicialmente visitantes, mas depois teve um longo envolvimento com uma conselheira penitenciária – ele teria inclusive dado US$ 10 mil à funcionária para que ela pudesse consertar o telhado da própria casa.

Ex-campeão dos pesados, Tyson tentou mais de uma vez provar inocência das acusações do estupro ocorrido 22 anos atrás. Ele ainda conta sobre o envolvimento com drogas, alcoolismo e a atual situação financeira – o ex-pugilista ganhou cerca de US$ 300 milhões ao longo da carreira, mas atualmente diz-se deprimido dependente de droga e bebidas e mergulhado em dívidas.

Nenhum comentário: