21 de abr de 2012

Os trapalhões do serviço secreto americano e as prostitutas colombianas

ESTADOS UNIDOS
Os trapalhões do serviço secreto americano
e as prostitutas colombianas

Pelo menos três agentes do serviço secreto americano já foram afastados do cargo e outros 11 estão sendo investigados, por terem "interagido", com prostitutas, no hotel, onde estava hospedado o presidente Obama durante sua visita a Colômbia.

CHARGE: Olle Johansson- Norra Västerbotten - Suiça

Onde está o seu canhão?

Postado por Toinho de Passira
Fontes: Semana , New York Daily News, The New York Times, G1 , Jornal do Brasil

A noticia escandalosa de que agentes do Serviço Secreto e alguns militares dos EUA levaram 20 prostitutas para um hotel em Cartagena, na Colômbia, onde o presidente Barack Obama se hospedou, durante a Cúpula das Américas, na semana passada, acabou abafando a morna participação do mandatário americano, no evento e pôs em cheque o lendário e cinematográfico profissionalismo do pessoal encarregado da segurança do presidente dos Estados Unidos da América.

Devido a existência da Guerrilha da FARC (Forças Armadas Revolucionarias da Colômbia) que mesmo enfraquecida é a principal responsável pelos altos índices de violências no país, que inclui atentados terroristas, envolvimento com carteis de drogas e sequestros de políticos, imagina-se que as preocupações e os cuidados com a segurança do Presidente dos Estados Unidos, em local tão sensível teriam sido redobradas. Pelo menos é o que se esperava.

Foto: New York Daily News

Dania Suarez, 24, a garota de programa que abalou sozinha o poderoso serviço secreto americano

Mas a atuação dos agentes americanos, encarregados de fazer a segurança de Barack Obama na Colômbia, nada tem a ver com a seriedade da missão, pareciam estar atuando num filme pastelão tipo “Loucademia de Polícia”.

A história de que os americanos militares e civis encarregados da segurança do presidente infiltraram no Hotel onde se hospedavam para proteger Obama, pelo menos 20 prostitutas, veio a público, porque uma das garotas, Dania Suarez, armou um barraco, pelo o não cumprimento economico do acordo bilateral. Segundo ela, a paga combinada pela noite de sexo seria 800 dólares, e o americano do serviço secreto, pela manhã, após ter recebido o serviço, só se dispôs a pagar 50.000 pesos, o equivalente 30 dólares.

Dani reclamou, foi ameaçada, aparentemente sem saber quem era o seu cliente, acionou a segurança do hotel, a polícia local foi chamada e a história acabou vazando para o batalhão de jornalistas, de todo mundo, que estava em Cartagena para cobrir o evento.

Dania virou celebridade instantanea, foi entrevistada pelo The New York Times, teve a foto publicada nos principais jornais do planeta e um advogado colombiano, a fez cliente, dizendo que o serviço secreto americano vai ser processado, além da possiblidade dela escrever um livro, sobre a experiência. Ao New York Times Dania, disse porém, que stá morrendo de medo de uma retaliação violenta por parte dos americanos.

Foto: Mandel Ngan/Agence France-Presse/Getty-Images

Hotel El Caribe, em Cartagena, na Colômbia, local onde a festinha aconteceu

Ao que se sabe onze agentes do serviço secreto encarregado da segurança de Obama e pelo menos 10 militares, entre os quais membros das forças especiais do Exército e dos Marines, estão sendo investigados pela conduta irregular.

No primeiro momento, noticiou-se que três agentes do Serviço Secreto foram afastados: um funcionário de "supervisão" será aposentado compulsoriamente, outro já recebeu a notícia de que será demitido e um terceiro renunciou ao cargo.

O que restou de sério do Serviço Secreto está investigando a fundo, tentando obter informações detalhadas, sobre até onde foram quebrados os protocolos de segurança. Se as mulheres tiveram acesso a documentos, equipamentos, planos de segurança, etc.

Os programas da TV americana e cartunistas de todo mundo têm se deliciado com o incidente.

A companhia aérea norte-americana Spirit lançou uma campanha promocional, que mostra um agente, mulheres quase nuas e uma frase de duplo sentido - "More bang for your buck", ou algo como "Mais diversão para seu dinheiro", oferecendo voos para Cartagena e outros destinos por US$ 19,80, mas ironicamente acrescenta ao final: "é solicitado pagamento adiantado".

CHARGE : Michael Ramirez - Investor BusinesDaily-USA


Um comentário:

MeggyT disse...

Escândalo de prostituição na Colômbia por militares dos EUA??

Que nada! Elas são apenas fadas do lar, olha só:

http://www.star941fm.com/common/galleries/colombian-girls/