26 de dez de 2011

Anita Ekberg, a musa de Fellini, pede socorro

ROMA
Anita Ekberg, a musa de Fellini, pede socorro
Um dos maiores ícones do cinema dos anos 60, a atriz sueca está sem teto e sem amigos e pede ajuda para se manter. Morando num asilo, presa a uma cadeira de rodas, não lembra nada a mulher que seduziu Sinatra, Marcello Mastroiani, foi a paixão do milionário italiano Gianni Agnelli, dono da Fiat, o seu grande amor, e empolgou o lendário diretor italiano Federico Fellini que a fez protagonista de dois dos seus mais significativos momentos no cinema, o filmes, “A Dolce Vida” e o episodio "Le tentazioni del dottor Antonio" na sua participação no filme "Boccaccio 70".

Foto: Divulgação

Anita Ekberg na cena da Fontana de Trevi, do filme “A Doce Vida”

Postado por Toinho de Passira
Fontes:Down.com, G1, La Stampa, Corriere di Bologna

A curvilínea atriz sueca Anita Ekberg, ícone do cinema mundial, dos anos 60, que setembro completou 80 anos, empobreceu a ponto de ter que pedir ajuda financeira à fundação do célebre cineasta italiano Federico Fellini, informou nesta sexta-feira (23) o jornal La Stampa, da cidade de Turim.

"Não é elegante dizê-lo, mas a senhora Ekberg sofre de uma verdadeira falta de liquidez", disse ao jornal Massimo Morais, um curador nomeado pela Justiça e que pediu em nome da atriz os subsídios de emergência da Fundação Fellini.

"A fundação ainda não respondeu, mas eu conto com a solidariedade dos benfeitores, que queiram ajudar, mesmo modestamente, uma grande atriz que merece", disse.

A atriz marcou a história do cinema com uma lendária sequência no filme "A doce vida" (dirigido por Fellini em 1960) rodado junto à Fontana de Trevi e na qual Ekberg atua ao lado de Marcello Mastroianni. Ekberg agora vive em um asilo perto de Roma.

Limitada a uma cadeira de rodas desde que quebrou o fêmur em uma queda, Ekberg no momento reside em uma casa de repouso do Castelli Romani desde que sua sofreu um incêndiada provocado por ladrões. Além de alguns vizinhos e dos serviços sociais, a diva recebe poucas visitas e passa o tempo escrevendo suas memórias.

Ao celebrar seus 80 anos, em setembro, a atriz admitiu em uma entrevista que se sentia "um pouco sozinha". "Os dias são infinitamente longos", disse ao jornal Il Corriere della Sera.

Fotos: Dilvugação

Miss Suécia em 1950, assediada por Frank Sinatra, Ekberg começou sua carreira em Hollywood em filmes estrelado por Dean Martin, Jerry Lewis e John Wayne. Ela foi casada com o ator britânico Anthony Aço 1956-1959 e com o ator americano Rik Van Nutter 1963-1975, mas não teve filhos.

Foto: Pascal Le Segretain/Getty Images

Esta foto é de outubro de 2010, Anita Ekberg, em Roma, na premier da versão digital remasterisada do filme “La Dolce Vita”, no Rome Film Festival. Ekberg, the curvaceous star of “La Dolce Vita”, obra prima do diretor italiano Federico Fellini

Veja a famosa cena da Fontana de Trevi, do filme “A Doce Vida”, onde Anita Ekberg contracena com Marcello Mastroianni


Nenhum comentário: