6 de mar de 2011

CARNAVAL: O Galo esteve na rua brincando o carnaval

CARNAVAL – PERNAMBUCO
O Galo esteve na rua brincando o carnaval
Os foliões vestiram as fantasias. Fizeram uma festa colorida, alegre e repleta de criatividade. Foi o 34º desfile do Galo da Madrugada, que se renovou neste ano, mudando o percurso e adotando uma musa. Girou em 360 graus e cacarejou um acorde de Vassourinhas, emocionando os pernambucanos

Foto: JC Online

A tradicional imegem do Galo chegando a Av. Guarurapes

Postado por Toinho de Passira
Fontes: O Globo, Diário de Pernambuco, Jornal do Brasil, Portal Terra

Não teve atraso. Com a queima de uma girândola que durou quase cinco minutos, quatro carros alegóricos, 26 trios elétricos, quase cem estandartes, mais de cem bonecos gigantes e com o tema "Voltei Recife" - um dos frevos mais populares da capital, de autoria de Antônio Bandeira - o Clube de Máscaras 'O Galo da Madrugada' tomou neste sábado as ruas do centro de Recife pontualmente às 9h da manhã. Foi o trigésimo quarto desfile da agremiação, que é apontada como o maior bloco de carnaval do mundo, no livro Guiness dos Recordes, por reunir mais de 1,5 milhões de foliões.

Ainda estão fazendo os cálculos para ver se novo recorde foi batido, pois já se fala que esse ano 1,6 milhões de pessoas, acompanhou o Bloco que pelas ruas dos bairros de Santo Antônio, Boa Vista e São José.

A cantora Daniela Mercury, fez o favor de não comparecer. Deselegantemente, só avisou a direção do bloco, que não iria, na madrugada de ontem. Todos os Recifenses ficam eternamente agradecidos a ausência de mais essa invasora no nosso carnaval.

O carnaval de Pernambuco tem que acabar com esse complexo de vira-lata, não é necessário trazer nenhuma atração nacional para prestigiar o nosso carnaval. O turista vem ao Recife, Olinda, para ver a cultura pernambucana.

Foto: Breno Pires/JC Online

O Estandarte do ”Nóis Sofre Mais Nóis Goza” bloco que saia da Livraria Livro 7 na Rua 7 de setembro, participando do desfile do Galo da Madrugada

O Galo ganhou as ruas ao som de clarins e trombones- os metais são os instrumentos mais característicos do frevo de rua - e dos versos:

"Voltei Recife
Foi a saudade que me trouxe pelo braço
quero ver novamente vassoura na rua abafando
tomar umas e outras e cair no passo".

(A vassoura é uma referência ao Vassourinhas, o frevo mais tradicional daquela que é a festa mais popular de Pernambuco. E o passo é a coreografia do frevo).

Voltei Recife é do compositor Luiz Bandeira, que ontem foi homenageado pelo bloco, juntamente com outros compositores que fizeram história nos carnavais pernambucanos.

Trios, imprevistos e números à parte, o que não faltou foi irreverência dos foliões que se aglomeravam na concentração do Galo, no bairro de são José.

- Vou instituir o Bolsa mulher, com lipo, botox e silicone, tudo pago pelo SUS, dizia o folião Marcos Antônio Lins dos Santos, que se veste de Dilma Rousseff desde a campanha eleitoral da agora Presidente do Brasil.

Foto: Inaldo Menezes/Porta Prefeitura do Recife

Já o corretor Osvaldo Costa, que há oito anos saía fantasiado de Presidente Lula pelas ruas da capital, em 2011 não guardou a fantasia. Mas arranjou outro tema. Saiu ao lado da mulher, Nilda Magalhães, vestida de Dilma Rousseff. Os dois usavam uma só faixa presidencial, e ele ostentava uma placa com a frase "elegi um poste".

Em Olinda, as ladeiras também ferveram ontem e a previsão era que mais de 300 mil pessoas acompanhassem o Homem da Meia Noite, que inaugura oficialmente a folia de rua da cidade histórica.

Foto: Breno Pires/JC Online

Em Recife e Olinda, o carnaval tem um aspecto muito democrático: nenhum bloco cobra para abrigar os foliões.

Não há venda de abdás nem cobrança de taxas para se seguir orquestras nem trios elétricos. O frevo no pé já basta. O carnaval também é multicultural e conhecido por reunir a maior diversificação de manifestações populares do país: frevo ( de rua, de bloco, canção), samba, ciranda, caboclinhos, la uras, maracatu de baque solto e de baque virado.


Nenhum comentário: