3 de jun de 2014

Prostitutas padrão FIFA: para o evento Copa do Mundo, as garotas de programa de MG estão muito mais bem preparadas que os estádios e a mobilidade urbana

BRASIL - Copa 2014
Prostitutas padrão FIFA: para o evento Copa do Mundo, as garotas de programa de MG estão muito mais bem preparadas que os estádios e a mobilidade urbana
Se o governo brasileiro, tivesse entregado a Associação das Prostitutas de Minas Gerais (Aprosmig) a organização da Copa do Mundo, não estaríamos passado o vexame de falta de planejamento e atrasos nas obras. Podes crer!

Foto:

Garota de programa: prostitutas mineiras vêm apostando pesado na qualificação para atender os gringos torcedores

Postado por Toinho de Passira
Fontes: Exame, Facebook Aprosmig, Uol, Exame

No mais alto padrão FIFA, as garotas de programa de Minas Gerais, que estimam um aumento de 30% na procura dos serviços durante a competição, prepararam-se como ninguém para o evento.

Empolgadas com a chegada da Copa do Mundo e dos milhares de turistas estrangeiros que começam a pisar o solo brasileiro na próxima semana, as prostitutas mineiras , desde o anúncio de Belo Horizonte como cidade-sede da Copa, vêm apostando na qualificação visando ao melhor atendimento dos gringos.

Mais de 300 mulheres já completaram o curso de inglês, oferecido pela Associação das Prostitutas de Minas Gerais (Aprosmig), com a supervisão de professores voluntários.

Outras estão correndo contra o tempo para concluir a formação intensiva de idioma a distância.

A Associação das Prostitutas de Minas Gerais (Aprosmig) produziu e está distribuindo com as associadas, um livreto chamado “Look Book Puta” - um guia ilustrado de bolso, que lista todas as posições sexuais, para facilitar a vida das garotas e dos clientes. O cliente gringo pode apontar à garota qual é a sua preferência.

As cartilhas, que começam a ser distribuídas na semana que vem, antes da chegada dos turistas, possui também um glossário com os nomes dos órgãos genitais e de práticas sexuais em vários idiomas. Não é lindo?

A maioria das quatro mil profissionais do sexo que atuam na região central de Belo Horizonte vai ganhar seu exemplar.

Todas as filiadas à associação também deverão receber um reforço de kits de sexo seguro, com preservativos e lubrificantes.

Desde o ano passado, as prostitutas mineiras passaram a oferecer a opção de pagamento em cartão de débito e crédito – até mesmo parcelado.

Elas levam a maquineta para os pontos de trabalho. Essa oferta, uma parceria da associação com a Caixa Econômica Federal, também mira os turistas durante o Mundial.

A CEF (Caixa Econômica Federal) firmou convênio com a Aprosmig reconhecendo essas profissionais como autônomas.

A assessoria da Caixa informou que, com o convênio, as prostitutas e travestis que fazem programas remunerados, terão o mesmo tratamento de outras categorias de autônomos.

Além da possibilidade de receber por meio de cartão, as prostitutas tem também cobertura de previdência social, aposentadoria por idade e invalidez, auxílio doença, salário maternidade, pensão por morte, auxílio reclusão, custo zero para formalização, imposto zero para o governo federal e talões de cheque, cheque especial e dinheiro para capital de giro.

Esquentando os tamborins, o time das garotas de programa irá às ruas em uma divertida manifestação na véspera da abertura do Mundial, no dia 11 de junho.

Elas prometem protestar uniformizadas, como a Seleção, entoando “Não Vai Ter Copa. Vai Ter Pelada”.

Nenhum comentário: